Pular para o conteúdo principal

Pastora incentiva violência contra crianças: 'Mete a mão na cara, pisa no pescoço'

Uma pastora da Assembleia de Deus recomendou em um culto que as mães sejam violentas com filhos rebeldes.

“Jovem que enfrenta a mãe, mete a mão na cara, joga no chão e pisa no pescoço, mostra pra ele que quem manda é você”, disse a pastora Adriele da Silva Ota, de São Paulo.

“Filho rebelde, chega a hora que quer, ainda vai dormir até as 15h. Aqui ó. Só faz isso na casa de pais e mãe frouxos. Se levantar a mão, eu quero o braço, se levantar a mão, eu dou [palmadas] nas suas pernas.”

Os fiéis (ou parte deles) concordaram com o uso da brutalidade, pelo que se pode observar em um vídeo que circula na rede social.

A Bíblia recomenda a violência como método de educação das crianças.

Diz Provérbios 23:13,14: “Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno”.

É por isso que a pastora escreveu no Instagram que “mãe de verdade, se for preciso, #peganavarinha”.

Se alguém der queixa, a pastora Adriele terá de se explicar às autoridades, porque o Estatuto da Criança e do Adolescente não admite violência contra as crianças, não importa o pretexto.



Comentários

Poderia dizer para ela que a Bíblia coloca a mulher numa posição inferior, e que deve ser submissa ao homem...
Dentre outras "coisinhas bem nobres".

Posts + acessados hoje

Malafaia faz campanha contra vacina: ‘Não podemos ser cobaias de chinês’

Negro apanha por suspeita de estar roubando seu próprio carro

Para não pagar imposto, TJs alegam que máquina de passar roupa é essencial à religião