Pular para o conteúdo principal

Morre aos 92 anos bispo Pedro Casaldáliga, militante dos direitos humanos

Agência Brasil    O bispo emérito de São Félix do Araguaia, em Mato Grosso, Pedro Casaldáliga, conhecido pela luta a favor dos direitos humanos, morreu neste sábado (8), aos 92 anos, na cidade de Batatais, em São Paulo, onde estava internado. 

A informação foi divulgada pela Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria. A causa da morte não foi divulgada.



“D. Pedro Casaldáliga voltou para a Casa do Pai”, diz a nota divulgada em conjunto pela Prelazia de São Félix do Araguaia (Mato Grosso, Brasil), a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos) e a Ordem de Santo Agostinho (Agostinianos), que informou ainda que o bispo estava na cidade de Batatais.

Dom Pedro Casaldáliga foi um bispo católico espanhol, radicado no Brasil desde 1968. Ao chegar no Araguaia, em 1968, o religioso realizou um trabalho na defesa da população desfavorecida, na luta pela posse da terra, contra o regime militar e, até mesmo, o Vaticano.

Em 2017, a TV Brasil exibiu, em três episódios, a série Descalço sobre a Terra Vemelha, onde narra a trajetória de Casaldáliga, no Brasil.




Juíza Silvia Rocha deixa de prescrever ação milionária contra o bispo Edir Macedo

Tradicionalistas católicos declaram guerra ao papa reformista Francisco

Extrema-direita bolsonarista adota lema de Cruzada, diz professor. 'Deus vult!'

Brasil é refém da paralisia mental do dogmatismo evangélico, diz Delfim Netto




Comentários

Posts + acessados hoje

Igreja do 'santo' Maradona tem altar, cultos e mandamentos

Derrota de Crivella abala projeto de poder de Bolsonaro e o de Edir Macedo

'Penha me transformou em monstro', afirma ex-marido