Pular para o conteúdo principal

Damares quer usar a pandemia para pregação evangélica na família

Paulo Lopes / Análise   A ministra Damares Alves está elaborando um guia para “fortalecer os vínculos conjugais” neste momento de suposta tensão na família por causa da quarentena.

Obviamente trata-se de uma tentativa de a ministra, fundamentalista evangélica que é, se imiscuir nas famílias brasileiras, com seus valores arcaicos, como o de que casal só pode ser considerado com tal se for formado por um homem e uma mulher.


Mas alguém está atento para a artimanha de Damares. É o subprocurador-geral do Ministério Público junto ao TCU (Tribunal de Constas da União), Lucas Roca Furtado.

O subprocurador pediu que a procuradora-geral, Cristina Machado, envie uma petição à ministra para que ela exponha os motivos para a elaboração do tal guia e que orientação pretende divulgar. Que Jesus é a salvação?

Para Furtado, há o “risco de utilização da máquina pública movida por opiniões pessoais, e não em prol do interesse público, em possível caso de desvio de finalidade”. 

Eu diria que não há esse risco, mas, sim, um firme propósito da Damares, que é inimiga assumida do Estado laico. 

Com informação da Folha.




Damares Alves mente ao dizer que tem cursos de mestrado

Damares Alves afirma que mulher deve ser submissa ao marido

Damares Alves diz querer ficar mais 'uns cem anos' no governo

Damares Alves diz querer ficar mais 'uns cem anos' no governo




Comentários

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

Cantora gospel incentiva uso de cloroquina: 'Eu tomei'. E morre de Covid-19

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Grã-Bretanha retém 'Arca de Noé' por não ter condições de navegar