Pular para o conteúdo principal

Morre de Covid-19 o segundo pastor bolsonarista da Assembleia de Deus

A Assembleia de Deus em Mato Grosso informou que o pastor Sebastião Rodrigues de Souza, 89, seu líder, morreu hoje (8) pela manha de Covid-19.

Com dificuldades respiratórias, ele estava entubado e com disfunção renal.

O pastor Rubens Ciro de Souza, 68, filho de Sebastião, morreu cinco dias atrás pelo mesmo motivo.


Ambos eram simpatizantes de Jair Bolsonaro, apoiando o presidente quanto ao uso de cloroquina e à crítica ao isolamento social.

Em Cuiabá, a Assembleia de Deus possui um dos maiores templos do país, com a capacidade de 23 mil fiéis.

Apesar das recomendações da OMS para evitar aglomeração, a igreja vinha realizando ali cultos e outras atividades religiosas, com a autorização do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Os cultos foram suspensos quando os dois pastores tiverem de ser internados às pressas em um mesmo hospital privado, primeiro o pai.

A pastora Nilda Paula, 90, mulher de Sebastião, também pegou a doença e se curou.

O presidente Bolsonaro emitiu nota lamentando a morte de Sebastião de Souza e o prefeito Pinheiro decretou luto de três dias.

Sebastião e Rubens:
morte com cinco
dias de diferença

Com informação do G1 e de outras fontes e fotos de divulgação.





Por que Edir, Silas, Soares e Valdemiro não estão em hospitais curando doentes da Covid-19?

Assessor de saúde pública de Trump diz que 'Deus sempre tem um plano'

Valdemiro Santiago vende por até R$ 1.000 caroço de feijão para curar coronavírus

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores





Comentários

Anônimo disse…
Menos dois votos pro bandido
Emerson Santos disse…
O que sempre a religião traz ... burrice ... falta de bom senso ... ódio ao estudo e ao conhecimento .. etc ... e claro .. cultuar a morte ...
Anônimo disse…
Seguiu o coiso, tá morto....
Anônimo disse…
Vídeo de fevereiro de 2020. Um dos dois sentados de cabelo branco é o tal pastor Sebastião.
Que coisa, não?
https://www.youtube.com/watch?v=zHqsl7xJE3w
Anônimo disse…
Mas às bençãos de Deus não tomaram a Cloroquina que o Bozo recomenda tanto.