Pular para o conteúdo principal

Morre de coronavírus médica bolsonarista que na rede social minimizava a doença

A médica Lúcia Dantas Abrantes, 66, morreu na tarde de ontem (10) em Iguatu, Ceará, vítima do coronavírus.

Ela ficou internada por dez dias. Trabalhava na UBS (Unidade Básica de Saúde) de Sitio Gadelha.

Em sintonia com Bolsonaro, a médica minimizava a seriedade do coronavírus.

Assim como o presidente, ela acreditava que a imprensa estava exagerando a gravidade do Covid-19 para prejudicar o governo.


Uma de suas postagens dizia: “Existem vírus muito mais potente e que matam muito mais (H1N1, por exemplo) e ninguém está nem aí para eles. Por que será?????”

As mortes pelo Covid-19 já superaram as da gripe H1N1,

Em outras postagens, a médica convocou empresários e comerciantes para carreata em Recife contra o isolamento social.

Na manifestação pró-bolsonarista de 15 de março, ironizou o Covid-19: “O coronavírus vai invadir o Brasil.... venham todos para as ruas”.






Com informação do G1 e da rede social.






Coronavírus faz igreja dos EUA de cura pela fé a cancelar visitas a hospitais

Justiça manda Santuário de Aparecida cancelar eventos por causa do Covid-19

Coronavírus faz Centro Adventista cancelar palestra com criacionista

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores





Comentários

  1. Nem vou xingar ela de jumento pois os jumentos não merecem ser colocados ao lado dela....

    ResponderExcluir
  2. Quis subestimar o vírus. Morreu.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Romualdo Panceiro cria a Igreja das Nações para concorrer com a Universal

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato