Pular para o conteúdo principal

Justiça de SP dispensa trabalho presencial de professores de escolas particulares

Agência Brasil   A Justiça do Trabalho em São Paulo concedeu liminar dispensando do trabalho presencial professores de escolas particulares que estejam enquadrados no grupo de risco do novo coronavírus.

PROFESSORES AFASTADOS
PODEM DAR AULA PELA
INTERNET 'NA MEDIDA
DO POSSÍVEL'

A decisão foi concedida nesta terça-feira (17) pela desembargadora Sonia Maria Franzini, atendendo a pedido de 22 sindicatos de professores.

De acordo com a liminar, estão dispensados de comparecer às escolas aqueles professores idosos (acima de 60 anos), hipertensos, cardíacos, asmáticos, doentes renais, fumantes com deficiência respiratória e quadro de imunodeficiência.


A dispensa passa a valer a partir do dia 23 de março. Segundo a decisão, os profissionais afastados poderão prestar serviços de suas residências "na medida do possível". 

De acordo com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), uma audiência de conciliação entre as partes ainda deverá ser agendada. Até o próximo dia 31, no entanto, o atendimento e o expediente no tribunal estão suspensos como medida de prevenção e contenção à doença.




Primeira vítima fatal do coronavírus no Rio era diabética e hipertensa

Bilhões de pessoas não têm sabão para lavar as mãos e se livrarem do coronavírus

Número de mortos pelo coronavírus é muito maior que os dados oficiais, diz diretor de convênio

Morre de coronavírus o presidente do conselho do Santander em Portugal

Incentivador de manifestação pró-Bolsonaro, general Heleno está com coronavírus

Com a postura criminosa de Bolsonaro, Covid-19 pode virar a peste negra do Brasil




Comentários

Posts + acessados hoje

Vídeo mostra que filho de Testemunhas de Jeová já discrimina colega da escola

Justiça de Angola determina o fechamento de todos os templos da Igreja Universal

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário