Pular para o conteúdo principal

Na China, casos de coronavírus não documentados causaram 79% das infecções

As pessoas com coronavírus não contabilizadas oficialmente pelas autoridades foram as responsáveis por 79% das contaminações na China.

Essa informação é de um estudo publicado no site Science por pesquisadores chineses.

A GRANDE MOBILIDADE
DE CHINESES AJUDOU NA
VELOCIDADE DA TRANSMISSÃO
DO COVID-19

O novo coronavírus surgiu ao final de 2019 em Wuhan e se espalhou rapidamente por todas as províncias chinesas.

Já no dia 1º de março, o Covid-19 estava em 58 países.

Essa rápida expansão se deve sobretudo aos portadores não documentados do coronavírus, de acordo com o estudo.

Os pesquisadores constataram que esses portadores apresentaram sintomas leves ou inexistentes e, porque, se mantiveram próximas das pessoas que levantar suspeitas.

Não há uma pesquisa semelhante em relação à Itália, que é o pais mais afetado na Europa pela pandemia.

Com informação da Science e de outras fontes.



Se Trump continuasse a ignorar o coronavírus, haveria nos EUA 2,2 milhões de mortos

Bilhões de pessoas não têm sabão para lavar as mãos e se livrarem do coronavírus

Número de mortos pelo coronavírus é muito maior que os dados oficiais, diz diretor de convênio

Morre de coronavírus o presidente do conselho do Santander em Portugal

Incentivador de manifestação pró-Bolsonaro, general Heleno está com coronavírus

Com a postura criminosa de Bolsonaro, Covid-19 pode virar a peste negra do Brasil




Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico