Pular para o conteúdo principal

Cervejeiro diz a hindus que muda rótulos com deuses, desde que ajudem vítimas do sistema de castas

Dinamarquês ficou surpreso com
as queixas porque seus rótulos já
satirizaram o cristianismo e o islã

Líderes hindus reclamaram com um fabricante artesanal de cerveja da Dinamarca por ele usar divindades nos rótulos de duas bebidas, como a Coffe Karma e a Kama Citra.

O fabricante Christian Skovdal Andersen, agnóstico, escreveu aos hindus um esclarecimento para esclarecer o que pensa e encerrar logo a questão.

Queridos,

Obrigado pelo seu interesse na Beerhere [nome de sua empresa] e nas nossas cervejas.

Em primeiro lugar, tenho produzido essas duas cervejas durante quase dez anos e me surpreende que só agora elas sejam consideradas um problema. Considero que parece haver um mercado inexplorado para as cervejas Beerhere na comunidade indiana.

Em segundo lugar, posso garantir que isto [as marcas das cervejas] não é nada pessoal contra os hindus.

Eu já fiz rótulos satirizando o Islã e o cristianismo. E eu não estou prestes a parar.

Acredito que todas as religiões são igualmente ridículas.

No entanto, como parece ser uma questão importante para vocês e eu não estou a tentar fazer mal os sentimentos de ninguém, gostaria de atender aos seus desejos, desde que isso não signifique uma perda financeira para mim.

Eu estaria disposto a ter os dois rótulos redesenhado para algo que vocês possam aprovar.

Com a reimpressão dos rótulos, isso terá o custo total de € 2500.

Posso cobrir esse custo, mas desde que você doem a mesma quantidade para uma caridade da minha escolha, a Dalit Solidarity.

Trata-se de uma organização de ajuda às vítimas (ou seja, pessoas reais) do sistema de castas indianas, que é algo que acho altamente ofensivo.

Recebi até agora reclamações de cerca de 40 pessoas o que dá um pouco de € 60 para cada uma.

Quanto ao atual estoque, tenha cerca de 3000 garrafas de Kama Citra que poderiam receber o novo rótulo.

As pessoas que quiseram ajudar nesse trabalho serão bem-vinda. Três ou quatro pessoas conseguiram fazer o trabalho em pouco tempo.

Vou preparar um espaço de trabalho confortável para os interessados e lhes oferecer cervejas fresquinhas.

Acho que, trabalhando juntos, teremos uma solução.

Tenho certeza de que os voluntários pelos compensados pelos seus esforços no pós-vida.

Atenciosamente,

Christian Skovdal Andersen
Beerhere


Com informação e ilustração do Facebook e da Beerhere.



Líder hindu quer que Inbev mude nome da Brahma

Sacerdote hindu protesta contra uso de deuses em cervejas

Deusa quer sangue, e hindus matam milhares de animais

Cem fiéis hindus morrem na Índia após ver a estrela da sorte




Comentários

  1. Aposto que não apareceu ninguém, na hora de tirar dinheiro do bolso eles deixam de se sentirem ofendidos, kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato