Anúncio com filho ateu de Reagan causa polêmica nos Estados Unidos

Anúncio com Ron Reagan apresentado no intervalo do debate da CNN entre os democratas, em 15 de outubro de 2019, teve repercussão nas redes sociais e deixou alguns religiosos irritados.

O filho do ex-presidente Ronald Reagan (1911-2004) disse, no anúncio de 30 segundos, que é ateu  por um longo tempo e que, portanto, “não tem medo de queimar no inferno”.

No mês anterior, o mesmo anúncio, patrocinado pela FFRF (Freedom From Religion Foundation),    tinha sido rejeitado pela rede ABC.

Agora, nas redes sociais, houve elogios e críticas, como era de se esperar.

Algumas críticas chamaram mais a atenção, como a de Todd Starnes, que trabalhou na Fox News.

Escreveu ele: “O inferno não é motivo de riso. Arrepende-se, sr. Reagan”.

Houve agradecimentos à CNN não aderir à censura.

Ron tem aparecido em outros anúncios da FFRF.

Em 2015, por exemplo, ele passou a mensagem de que as religiões estavam se intrometendo nas decisões do governo.





EUA têm 13 milhões de ateus e agnósticos, revela pesquisa

Nos EUA, ateus sabem mais sobre religião que os crentes

Aumenta nos EUA número de ateus em famílias muçulmanas

Pesquisa enumera as dez cidades mais pós-cristãs dos Estados Unidos




Comentários