Ministro do STF nega prisão domiciliar ao curandeiro João de Deus

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou na sexta-feira (21 de junho de 2019) pedidos de liberdade e de prisão domiciliar ao curandeiro João de Deus (foto abaixo).

Ele está preso desde dezembro de 2018 sob a acusação de ter abusado sexualmente de várias mulheres.

Lewandowski decidiu manter a decisão tomada pela Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que determinou que João de Deus deixasse o hospital onde estava internado e voltasse para cadeia.

O pedido terá de ser julgado em definitivo pelo plenário do STF.

Doente, o milagreiro
 não consegue se curar
e quer ir para casa

Com informação da TV Globo e de outras fontes.





Temer recebe ‘passe’ de João de Deus para ficar no governo

João de Deus é o médium que cuida da cura do câncer de Lula

Medicina salva o curandeiro João de Deus de um câncer

Marcelo Rezende tentou cura com João de Deus e Edir Macedo

Vídeo mostra policiais encontrando dinheiro escondido de João de Deus



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

Unknown disse…
gostaria de ver a cara de fieis que foram tomar a bença do tal joão de sei lá o que kkkkkkkkkkkkkk