Guru Prem Baba diz que se arrepende de casos com discípulas casadas

Baba tinha deixado de
 ser celibatário, mas não
 avisou maridos das discípulas 

O psicólogo paulista Janderson Fernandes de Oliveira, 53, o guru Sri Prem Baba (foto), falou a jornalista pela primeira vez depois do escândalo de que ele teve sexo com duas mulheres casadas que eram suas discípulas. 

“Não tenho nada a ver com o João de Deus”, referindo-se ao curandeiro acusado de estuprar seguidoras.

Baba disse à Veja que o relacionamento com as discípulas casadas foi consensual e que, mesmo assim, ele se arrepende.

“Houve um erro moral”, reconheceu. “Mas o que vou fazer, me matar?”.

Os maridos na época das duas seguidoras disseram que Braba dizia ser celibatário.

A exemplo de João de Deus, Baba também foi um queridinho de ricos e famosos, só que o guru cobrava caro por suas massagens tântricas.

Baba já deu atendimento, por exemplo, aos artistas Reynaldo Gianecchini, Bruna Lombardi e Marcio Garcia e aos políticos Marconi Perillo e João Doria.

A clientela de Baba sumiu, e ele diz que deixou de ser pop e que vai começar um ciclo “com mais simplicidade”. 


Mulheres acusam guru de Piracicaba de abuso; Ministério Público investiga

Polícia indicia três acusados de incorporar espíritos para abusar de fiéis

Ministério Público apura denúncia de jovem de abuso pelo guru da massagem

Índia condena guru ‘semideus’ à prisão por estupro de garota

Líder espiritual é suspeito de ter incentivado castração de fiéis



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

EDITOR DESTE SITE



Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.