Pular para o conteúdo principal

Dos livros censurados, “A Origem” é o mais influente, apura pesquisa britânica

Entre os 20 livros que em alguns momentos foram ou continuam censurados, o mais influente é “A Origem das Espécies”.

A conclusão é de uma pesquisa feita com leitores de universidades britânicas.

O livro do naturalista Charles Darwin também aparece na lista dos 10 livros que mudaram o mundo.

Os demais livros dessa lista são: Bíblia, peças de teatro de William Shakespeare, Dom Quixote (de Cervantes), Cem anos de Solidão (Gabriel Garcia Marquez), A Interpretação dos Sonhos (Sigmund Freud), O Segundo Sexo (Simone de Beauvoir), Os Elementos (Euclides), Os Analectos (Confúcio) e O Capital (Karl Marx).

Publicado em 24 de novembro de 1859, “Origem” até hoje é proibido em países islâmicos.

No Brasil, ele incomoda os religiosos fanáticos.

Livro de Darwin desferiu
 um golpe mortal no Gênesis

Com informação das agências.





Aviso de novo post por e-mail

Sai no Brasil a primeira versão do livro 'A Origem das Espécies', de Darwin

Livro de Darwin abalou o mundo e desmoralizou o criacionismo

Jovens acreditam mais na evolução do que em Gênesis





Carta em que Darwin nega Bíblia é leiloada por US$ 197 mil


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário

Morre de Covid-19 pastor de Camarões que afirmava curar a doença







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato