Fundação de Dawkins traduz ‘Deus, um delírio' para países de muçulmanos

Capa do best-seller
 do ateísmo no
 idioma urdu 

A Richard Dawkins Foundation for Reason and Science está traduzindo para o árabe “Deus – um delírio”, de modo que o best-seller ateísta fique disponível gratuitamente pela internet a muçulmanos de países como Arábia Saudita e Iraque.

O livro do biólogo britânico Dawkins também está sendo traduzido para o indonésio, farsi (falado no Irã e Afeganistão) e urdu (Paquistão e partes da Índia).

Jana Lenzova, a diretora do projeto de tradução, contratou profissionais de países muçulmanos e dos Estados Unidos.

Ela afirmou que o projeto tem a ambição de estimular muçulmanos a questionarem a religião.




“Se surgir uma massa crítica de pessoas, provavelmente poderá haver alguma mudança nesses países”, disse. “É um pouco ambicioso, mas talvez não impossível.”

O ateísmo é considerado crime em alguns países de cultura islâmica.

Os responsáveis pelo projeto de tradução estão preparados para contornar bloqueio de sites que contiverem o livro.

Richard Dawkins teve a ideia de criar o projeto quando teve uma conversa com um homem que tinha traduzido o livro para o árabe e que o número de downloads superou as edições impressas nos países ocidentais.

A tradução de agora será mais bem adaptada aos muçulmanos.

Em uma segunda etapa, o projeto prevê também a tradução de livros de ciência de Dawkins.

Com informações do Washington Post. 





Aviso de novo post por e-mail

Divulgação da ciência anulará a religião, escreve Dawkins

Dawkins aparece nos Simpsons fazendo sopa de católicos

Explicar origem da vida com a religião é ridículo, diz Dawkins





Não há nenhum indício da existência de Jesus, afirma estudioso


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Anônimo disse…
Leandro Felipe Bueno Tierno, teu cérebro está tão desidratado pela religião que não foi capaz de ler o PRIMEIRO parágrafo do texto:

"A Richard Dawkins Foundation for Reason and Science está traduzindo para o árabe “Deus – um delírio”, de modo que o best-seller ateísta fique disponível GRATUITAMENTE pela internet a muçulmanos de países como Arábia Saudita e Iraque."

Então, sim, vai vender 0 exemplares, porque o livro é gratuito.
Entendeu, leitorzinho de "bibra"?