Damares admite que o Estado é laico, mas ela é ‘terrivelmente cristã’

[opinião]

Ao assumir o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, a pastora Damares Alves (foto) admitiu o óbvio, que o Estado brasileiro é laico, “mas esta ministra é terrivelmente cristã”.

Se a ministra se sente
desconfortável, não deveria
 aceitar o cargo

O que ela quis dizer ao ressaltar que é “terrivelmente cristã”? Só vamos saber no decorrer de sua gestão.

Por enquanto, fico alarmado com base no que o dicionário diz sobre o advérbio "terrivelmente": "de terrível; capaz de causar terror; assustadoramente; de modo intenso, forte, violento: devastador".

Damares pode ter a religião que tiver, mas deve se curvar ao Estado laico.

A ministra pode continuar repetindo que viu Jesus subindo um pé de goiaba, mas não poderá impor a sua religião a todos.

Se Damares se sente desconfortável em um Estado laico, ela deveria recusar o cargo e continuar em sua igrea.

Com informação das agências.



Aviso de novo post por e-mail

Damares quer Bíblia nas escolas, mas não alusão a religiões de matriz africana

Pastor Caio Fábio escreve que a ministra Damares só fala para o gueto evangélico

Não há diferença entre Damares e fundamentalistas islâmicos, diz sociólogo




Fanatismo evangélico ameaça a democracia no Brasil, diz reverendo


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato