Pular para o conteúdo principal

Presidente Bolsonaro não faz nenhuma menção ao Estado laico

[opinião]

Jair Bolsonaro repetiu a palavra “Deus” 12 vezes nos discursos de sua posse na Presidência no 1º de janeiro de 2019.

Ele não fez nenhuma menção ao Estado laico.

Em fevereiro de 2017, em Campina Grande (PB), durante a campanha eleitoral, ele disse: “Não tem essa historinha de Estado laico, não. O Estado é cristão, e a minoria que for contra, que se mude”.

Eleito, Bolsonaro diz que fará um governo para todos, mas é possível dizer que ele na essência continue o mesmo. Se pudesse, instalaria de fato no país uma teocracia cristã.

A expectativa é de que o Ministério Público recorra ao Supremo quando a pregação religiosa de Bolsonaro e de alguns de seus ministros se expresse em decisões de governo.

O problema é que esse Supremo, que ostenta um crucifixo no plenário, parece não ter muito apreço pela laicidade de Estado, como ficou claro na legalização do ensino confessional.



Com informação de vídeo e de outras fontes.



Aviso de novo post por e-mail

Damares admite que o Estado é laico, mas ela é ‘terrivelmente cristã’

Bolsonaro logo vai descobrir que orações não resolverão os problemas do Brasil

Bolsonaro vai ter de aceitar que a Constituição está acima de Deus




Fanatismo evangélico ameaça a democracia no Brasil, diz reverendo


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Ministro de Israel que disse ser o Covid-19 castigo divino contra gay pegou o vírus

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays