MP-SP investiga bispo e padre em caso envolvendo abuso de coroinhas

O Ministério Público de São Paulo está investigando um bispo por acobertar assédio a coroinhas e um padre, que seria o abusador.

Dom Vilson e padre Ricardo
 são alvos de um inquérito

O bispo é Vilson Dias de Oliveira (foto), da Diocese de Limeira. O padre é Pedro Leandro Ricardo (foto), de Americana.

Contra dom Oliveira há também suspeitas de enriquecimento ilícito. Possui dez imóveis que seriam incompatíveis com sua renda.

Ambos dizem que são inocentes.

O MP-SP abriu um inquérito a partir de uma denúncia anônima, que cita cinco garotos.





O padre Ricardo teria tido sexo com menores com e sem o consentimento deles.

O MP investiga, por exemplo, um menino que em 2002 teria “ficado” na casa de Ricardo com a aprovação de sua família, que foi compensada com presente do sacerdote. À época, o garoto estava com 14 anos.

Um dos assediados diz que resistiu.

Quando a imprensa passou a questionar dom Oliveira sobre o inquérito, ele suspendeu as atividades do padre Ricardo, afastando-o da reitoria da Basílica de Santo Antônio, em Americana.

Com informações da Folha de S.Paulo, Portal de Americana e de outras fontes.



Aviso de novo post por e-mail

Igreja Católica do Brasil tem menos pedófilos do que outras?

Abuso de criança por padres é culpa dos pais, afirma arquidiocese

Manual da Igreja Católica dos EUA orienta como acobertar estupradores




Padres abusaram de milhares de crianças na Holanda, diz relatório


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site