Há no governo uma versão cristã do fundamentalismo islâmico, diz Frei Betto

Frei acusa o
chanceler  Araújo de quer
 impor o seu Deus
[opinião]

O teólogo Frei Betto (na foto à esquerda)  disse que a ascensão de Ernesto Araújo (à direita) ao Itamaraty significa que o Governo Bolsonaro defende uma versão cristã do fundamentalismo islâmico.

O frei acusa o chanceler que colocar o “sentimento religioso acima da racionalidade humana”.

“Mas não se trata de qualquer sentimento religioso, como o do papa Francisco, mas o dele (Araújo), o do Olavo de Carvalho e do neopentecostalismo conservador”, disse ele ao “O Globo”.

Fica uma pergunta no ar: para Frei Betto, o sentimento católico pode ficar acima da racionalidade?

Em uma coisa o frei (que é amigo do Lula) tem razão: Araújo representa mais a extrema direita religiosa do que o presidente Bolsonaro.

Com informação de “O Globo”.


Aviso de novo post por e-mail

Itamaraty corre o risco de virar uma plataforma de proselitismo cristão

Jornal critica fanatismo religioso e discurso tresloucado do chanceler Araújo

Gabeira escreve que a solução está no 'mundo real", não na 'ânsia por Deus'




Bancada evangélica é ovo do nazismo, afirma frei Betto


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site