Polícia prende diácono evangélico condenado por estuprar menina


Schelemberg foi
condenado a dez anos
e 11 meses de prisão 
[notícia]

A SPIC (Polícia Interestadual e Capturas) prendeu em Aracruz (ES) no dia 13 de agosto de 2018 um diácono da Igreja Cristã Maranata, após ele ter sido condenado por estuprar uma adolescente entre 2013 e 2014. Na época, a vítimas tinha de 13 para 14 anos.

Luiz Antônio Schelemberg (foto), 46, foi preso em seu local de trabalho, uma marcenaria. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto, expedido pela 4ª Vara Criminal da Serra, pelo crime de estupro de vulnerável.

O diácono foi condenado a 10 anos e 11 meses de prisão.


Ele já havia sido preso no dia 4 de fevereiro de 2014, mas obteve o direito de responder pelo crime em liberdade.

De acordo com a polícia, o diácono admitiu ter mantido um relacionamento com a menina, mas com o consentimento dela.

Os dois frequentavam a mesma igreja e se conheceram durante os cultos.

A primeira relação sexual teria ocorrido em setembro de 2013, na marcenaria de Schelemberg. A partir de então ele passou a violentar com frequência a menina.

O diácono é casado e tem quatro filhos.

Com informação da Folha Vitória e foto da polícia.


Polícia prende pastor e sua mulher por estupro de menina

Polícia diz que pastor estuprou filho e enteado e os jogou vivos no fogo

Pastor é acusado de usar 'revelação divina' para estupro




No noticiário, casos de pastores pedófilos superam os de padres

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site