Observatório capta sinais misteriosos de baixa frequência vindo fora da galáxia


É possível que o
sinal tenha vindo
 de um buraco negro
[notícia]

Os radiotelescópios do observatório CHIME, no sul de Okanagan (Canadá), captaram no espaço profundo, fora da Via Láctea, sinais misteriosos de baixa frequência.

Para astrônomos, é possível que essa “rajada rápida de rádio” (FRB, na sigla em inglês) tenha sido de um buraco negro.

A frequência da “rajada” foi de 580 megahertz, a mais baixa já verificada para esse tipo de explosão de sinal, cujos registros se  apresentavam até agora a partir de 700 megahertz.


O CHIME detectou o sinal na manhã de 25 de julho de 2018.

Em janeiro de 2017, um conjunto de radiotelescópios descobriu que uma FRB, batizada de 121102, estava sendo emitida por uma galáxia anã localizada a 3 bilhões de anos-luz da Terra.

Na época, especulou-se que podia ser uma tentativa de contato de alienígenas.

Até agora, foram registrados cerca de 40 fenômenos desse tipo.

As FRBs se originam em diferentes pontos dos cosmos, não se sabendo ao certo quais são as suas causas.

São poderosas. Em milissegundos, uma delas pode gerar energia equivalente a 500 milhões de Sóis.


Com informação de sites internacional, como o Milenio.


Som ‘estranho’ que Apollo 10 captou na Lua tem explicação

Astrônomos descobrem que Júpiter tem mais 12 luas, agora no total de 79

Cientistas anunciam descoberta de grande quantidade de água em Marte



Grande meteoro caiu a 1.000 k da costa brasileira, informa Nasa

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site