MPE-PE move ação contra bispos da Universal por campanha eleitoral antecipada


Candidatos
pediram na
 igreja votos
 aos fiéis
[notícia]

O MPE (Ministério Público Eleitoral) de Pernambuco moveu uma ação contra três bispos da Igreja Universal do Reino de Deus acusando-os de fazer propaganda eleitoral antecipada nos púlpitos das igreja.

Os acusados são o deputado estadual Osséssio Silva, o coordenador político do PRB-PE William Brigido e o bispo Sérgio Corrêa.


Um vídeo enviado ao MPE mostra Sérgio Corrêa apresentando os nomes de Osséssio como candidato a deputado federal e Brigido como candidato a deputado estadual.

Os candidatos se sentaram em cadeiras representando os cargos almejados e os fiéis, a pedido do bispo, determinaram que eles serão eleitos.

“Não se pode ignorar a força econômica e política de igrejas como a Universal”, disse o procurador Wellington Cabral Saraiva, que apresentou a ação.

“Usar esse poder para beneficiar ou prejudicar um candidato é ilícito.”

Com informação do Ministério Público Eleitoral de Pernambuco.


Silas Malafaia começa a fazer campanha para Bolsonaro

Populismo dos pastores vai herdar parte dos órfãos do PT

Conservadores querem Brasil como Estado cristão, diz WP




Projeto da Universal é tomar o poder em 'interesse de Deus’

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site