Vídeo ironiza censura do Facebook a museus da Bélgica


'Policiais da mídia
 social' impede que um
visitante do museu veja
 uma pintura com nus

[opinião]

Agentes de turismo de Flandres (região norte da Bélgica) [mapa abaixo] produziram um vídeo [abaixo] de humor onde agentes do "Fbi" (policiais do Facebook) proíbem visitantes de museus a verem determinadas pinturas.

É uma paródia à censura do algoritmo do Facebook que tem deletado posts com programas de turismo com reprodução de pinturas barrocas onde aparecem nus e mulheres voluptuosas.

Uma das pinturas deletada foi a de Jesus nu sendo retirado da cruz, de Peter Paul Rubens (1612-1614).
Para o algoritmo, trata-se de uma "indecência" que não pode ser difundida naquela rede social.

O Facebook prometeu aos museus encontrar uma solução.


Se fosse de verdade, a “polícia de mídia social” teria o total apoio das milícias religiosas brasileiras, porque elas também agem para censurar obras tidas como ofensivas à moral, família e cristianismo. Corpo nu não pode.

O vídeo do "Fbi" é uma brincadeira para mostrar o ridículo do algoritmo de Mark Zuckerberg, mas no Brasil tem havido gravação de manifestações que não têm nada de engraçadas e são uma afronta à liberdade de expressão.

Em setembro de 2017, por exemplo,  um sujeito gravou um vídeo [ver abaixo] acusando o Santander de promover “sacanagem” e “putaria” ao patrocinar em Porto Alegre a exposição “Queermuseu”, onde havia referências "desrespeitosas" ao cristianismo.

O Santander se acovardou e cancelou a exposição.

O algoritmo do Facebook pode ser aperfeiçoado, fazendo-o reconhecer as obras de arte, mas a cabeça deste pessoal das milícias religiosas não vai mudar nunca.

Assim, o que tem de ser feito, no Brasil, é haver respeito pelas leis, como a que estabelece direito à liberdade de opinião, e punição para quem achar que pode impor seus dogmas à sociedade.






Com informação do Daily Mail, com screenshot de vídeo.


Milícia evangélica quer censurar desenhos de genitálias em Bíblia

Milícias religiosas agem até contra exposição em escola

Artistas reagem à onda de censura de religiosos à arte




MP e Justiça impõem duas derrotas às milícias cristãs da moralidade

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site