Pular para o conteúdo principal

TV do Kuwait demite apresentadora por 'indecência' de vestido


Para muçulmanos,
vestido de Amal é
ousado demais


[opinião
]

Em uma TV estatal do Kuwait a apresentadora Amal Al-Awadhi (foto), 29, de um game show, foi demitida pelo ponto eletrônico por não estar decentemente vestida.

O Kuwait — nem seria preciso dizer — é um país de maioria muçulmana.

O vestidinho branco de Amal não tem nada de extravagante, o problema é que ele evidenciou as formas femininas durante o período sagrada de jejum, o Ramadã.

A demissão deve ter partido de alguém que teve uma fantasia sexual com a apresentadora e a culpou por isso.

Esta pergunta contém uma generalização, mas tenho de fazê-la: “Existe muçulmano bem resolvido sexualmente?”.

Só para lembrar: Maomé foi pedófilo.




Doze destaques sobre como Islã trata as mulheres como párias

Sexo ilícito provoca terremotos, afirma aiatolá de Teerã




Estupro marital é invenção dos ocidentais, afirma clérigo islâmico

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Romualdo Panceiro cria a Igreja das Nações para concorrer com a Universal

Pastor diz que máscara é ‘frescurite’; fiel idosa e marido morrem de Covid-19

Maitê recupera pensão de solteira apesar de união com empresário







EDITOR DESTE SITE
Paulo Lopes é jornalista.Trabalhou
no jornal abolicionista Diario Popular,
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e outras publicações.

Contato