Porta dos Fundos pede arquivamento de ação contra o vídeo 'Céu Católico'


Associação de
católicos não gostou
 de ver Hitler e
Mussolini no Paraíso

O Porta dos Fundos encaminhou a 46ª Vara Cível da cidade do Rio pedido de arquivamento do processo que a Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura move contra o grupo.

Em junho de 2017, Dom Bosco moveu contra o portal de humoristas uma ação por danos morais com a alegação de que o vídeo “Céu Católico” [ver abaixo] é uma ofensa à fé católica porque  mostra Hitler e Mussolini no Paraíso.

A associação católica, que diz não ter “fins lucrativos”, requereu do Porta dos Fundos, no processo, indenização de R$ 5 milhões, que, na época, correspondia a R$ 1 para cada acesso ao vídeo no canal  do grupo no Youtube.


Até agora, Dom Bosco só tem colhido revezes.

A Vara Cível não concedeu regime de urgência ao processo e negou a gratuidade de justiça, obrigando, assim, Dom Bosco a arcar com as custas da ação.

Porta dos Fundos pediu a imediata extinção do processo porque, decorrido o prazo legal, Dom Bosco não teria pagado as custas de aproximadamente R$ 36.000,00.

A titular da 46ª Vara Cível deve tomar uma decisão nas próximas semanas.

Com os atores Fábio Porchat, Luis Lobianco e Gabriel Totoro, o vídeo “Céu Católico” já tem quase 7,5 milhões de acessos, dois milhões a mais em relação à época em que Dom Bosco deu entrada à ação.



Com informação da petição do Porta dos Fundos e de outra fontes..


Porta dos Fundos ganha ação aberta por ‘cristão ofendido’

Vídeo de humor mostra que o deus verdadeiro é polinésio




Humor de Porchat detona o dogmatismo de religiões cristãs

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site