Fiéis não acreditam que pastor tenha estuprado e matado filho e enteado


George Alves
 teve de
cortar a barba
 na prisão

Os seguidores do pastor George Alves (foto) não acreditam que ele tenha estuprado e matado o seu filho Joaquim, 3, e o enteado Kauã, 6.

A polícia prendeu preventivamente o pastor, que era o responsável pela Igreja Batista Vida e Paz, no bairro Interlagos, em Linhares, Espírito Santo [mapa abaixo].

De acordo com o site A Gazeta, daquele Estado, fiéis estão defendendo o pastor na rede social e em conversas com amigos e parentes.

Uma pessoa chamou a atenção para o fato de o pastor não ter confessado o crime e que tudo é invenção da polícia.

A pastora Juliana Salles, mulher de George, e o pastor Rodrigo Felix também não acreditam nas acusações da polícia.

Uma das provas apresentada pela polícia foi o sêmen no ânus das crianças. 



Pastor acusado de matar filho e enteado tinha falado em ‘propósito eterno’

Princípios satânicos têm moral superior a dos 10 Mandamentos




Edir Macedo admite que oração não serve para nada

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site