Católicos vetam em exposição frase de Jesus: 'Tomai todos e comei: este é meu corpo'


Religiosos não
gostaram da
conotação sexual
do desenho

[opinião]

Católicos fizeram a Usina Cultural Energisa tirar da exposição Sui Generis, em João Pessoa (PB) [mapa], um desenho onde aparece esta frase de Jesus referente à Santa Ceia: “Tomai todos e comei. Este é o meu corpo”. (Mateus 26:26).

Na internet, religiosos ficaram indignados com o que dizem ser uma “blasfêmia”.

O monsenhor Catão, por exemplo, publicou no Facebook que se trata de “ridicularização e escárnio da fé católica”, além, segundo ele, de expor um tema sexual em uma exposição aberta a crianças.

Ele citou o artigo 208 do Código Penal para dizer que houve crime de ultraje a culto.



Após as críticas, a Cultural Energisa informou ter feito “ajustes na montagem” da exposição, suprimindo três desenhos e fixando a idade mínima de 12 anos aos visitantes.

Lucas Gomes, o Kai, 18, o autor do desenho, divulgou na internet que não teve intenção de ofender ninguém e que sua intenção foi de apenas colocar em questão a relação entre corpo, religião e liberdade.

Esse tipo censura sempre sai pela culatra.

No caso, o desenho (aliás, de qualidade discutível) foi censurado na exposição, mas obteve projeção nacional, na rede social e sites.

Quanto ao monsenhor Catão e seus seguidores, eles deveriam se preocupar, por exemplo, com algo útil, como combater os padres pedófilos, em vez de tentarem castrar da liberdade de expressão de um jovem.

Com informação do Cultural EnergisaFacebook, MaisPB e outras fontes e foto de divulgação.


Milícias religiosas agem até contra exposição em escola

Censura cristã empurra Brasil em direção a uma teocracia





A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site