Vaticano admite envolvimento de seu diplomata nos EUA com pornografia


Capella. mais
um pedófilo da
Igreja Católica

O Departamento de Estado dos Estados Unidos acusou em setembro de 2017 o monsenhor Carlo Alberto Capella (foto) diplomata do Vaticano, de ser portador e distribuidor de grande quantidade de material de pornografia infantil.

Na época, o Vaticano chamou Capella de volta e agora, após sete meses de investigações, informou que o monsenhor se encontra detido, à disposição da Justiça.

Antes de representar o Vaticano nos EUA, Capella esteve em missão oficial no Canadá, onde já havia suspeitas das atividades pornográficas do religioso.

Com informação de agências e foto de divulgação.


Na Idade Média padres e freiras já abusavam de crianças

Marcelo Rezende morreu crendo que a oração o salvaria




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site