Fiéis festejam libertação de bispo católico acusado de roubar dízimo


Dom Ronaldo
é recebido com
palmas e cantoria

Fiéis, amigos e parentes festejaram no portão do presídio a libertação de dom José Ronaldo Ribeiro (foto), bispo de Formosa (GO) que tinha sido preso havia quase um mês sob a acusação de ser o líder de uma quadrilha de desvio de dízimo.

Um vídeo [ver abaixo] mostra o momento em que o bispo, de batina, é recebido por um pequeno grupo de pessoas batendo palmas, cantando e rezando, por volta das 19h de 17 de abril de 2018, no presídio de Formosa.

Depois de oito pedidos de habeas corpus, dom Ribeiro obteve o benefício por decisão unânime da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás.

Outros seis suspeitos também foram libertados.

A Igreja Católica pressionou as autoridades para a soltura de dom Ronaldo.

Um grupo de católicos, a Polícia Civil e o Ministério Público acusam dom Ronaldo e seus asseclas de desviram R$ 2 milhões do dízimo e oferta, para comprar uma fazenda de gado, loteria e carros de luxo.

Os religiosos negam o desvio.

As acusações continuam tramitando na Justiça.

Saindo da prisão 
Sendo preso

Com informação do Estado de S.Paulo e de outras fontes, com vídeos do Correio Braziliense.



Justiça bloqueia bens de bispo católico acusado de roubo de dízimo

Quem não paga dízimo fica exposto ao Satanás, afirma Edir




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Busca neste site