Advogado pede cela especial a bispo suspeito de roubar dízimo


Esta cela não é
suficientemente boa
para dom Ribeiro

Lucas Rivas, advogado do bispo católico José Ronaldo Ribeiro, preso preventivamente sob a acusação de desviar dízimo, pediu uma cela especial para o religioso, com maior privacidade e conforto.

Dom Ronaldo está em uma cela em uma ala isolada no recém-inaugurado presídio de Formosa (GO) [mapa].

Com capacidade de oito pessoas, a cela atualmente só tem quatro.


Sua privada não tem acento e a água do chuveiro é fria.

Rivas diz que o artigo 295 do Código de Processo Penal prevê que “ministros de confissão religiosa” têm direito à prisão diferenciada, com cela em quartel, e não em locais de presos.

O bispo é apontado pelo Ministério Público como sendo o chefão de uma quadrilha de religiosos que desviou pelo menos R$ 2 milhões do dízimo, para compra de carros de luxo, uma lotérica e uma fazenda de gado.

Um vídeo mostra o momento em que um procurador de justiça dá ordem de prisão a dom Ribeiro.

Até agora, a Justiça negou oito pedidos de habeas corpus ao bispo.

Privada sem acento e
chuveiro sem água quente

Com informação do G1 e fotos de divulgação.


Polícia prende gang de batina. Abra a caixa preta, Igreja Católica!

CNBB diz surpreendida com desvio de dízimo e pede oração




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários