Polícia prende pastor que liderava esquema de falsificação de diplomas


Caitano é suspeito
de vender diploma de
médico por R$ 100 mil

A Polícia Civil prendeu hoje (29 de março de 2018) em São Paulo um pastor da Assembleia de Deus que, de acordo com investigações, liderava um esquema de venda de diplomas. Também foram presos em flagrante outros seis suspeitos.

O pastor tem dois RGs. Em um ele se chama José Caitano Neto (foto) e em outro, Caitano Eleazar Neto.

O esquema falsificava diplomas e certificados de pelo menos oito faculdades particulares em cinco Estados, envolvendo cerca de 30 cursos de graduação e mil cursos de pós-graduação.

A polícia está investigando se funcionários da Igreja e das escolas tinham participação na fraude.


A Assembleia de Deus disse à Folha de S.Paulo que não comenta “assuntos particulares”.

Por intermédio de sua empresa, o Grupo Digamma Educacional, Caitano vendia, entre outros cursos, graduação em medicina por R$ 100 mil e diploma em administração por R$ 35 mil.

A assinatura de alguns diplomas era falsificada pelo próprio Caitano.

Algumas faculdades envolvidas pertencem ao grupo, como Afirmativo (Fafi), Fatesf (Faculdade São Francisco), Fama (Faculdade Educacional de Matelândia), Ação, Fasvipa (Faculdade São Vicente de Pão de Açúcar) e EBS (Faculdade Estação).

O advogado de Caitano nega as acusações.

A polícia interceptou um e-mail que o suspeito Leonardo Pujatti enviou em setembro de 2017 para o pastor dizendo: "Prezado Caitano, diploma de administração para esta aluna. Ela não terminou o ensino médio. Precisa fazer [o diploma] do ensino médio também".

Com informação da Folha de S.Paulo e foto de reprodução.


Igreja Universal dá a dizimista diploma assinado por Jesus

CFP não aceita a ‘psicologia cristã’ de filho de Crivella




A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Essa Assembléia de " deus " só tem picareta fariseus, usam o nome de um inexistente que o povo acredita nesses enganadores falsos e esse povinho retardados continua enfiando dinheiro no rabo dessa gente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site