Colégio de Nova Zelândia veta chapéu do Monstro do Espaguete Voador


Estudante diz
 que se trata
de intolerância 

Um colégio da Nova Zelândia impediu que um estudante aparecesse em fotos da escola com o chapéu da “religião” Monstro do Espaguete Voador, embora permita que outros estudantes usem indumentárias de suas crenças. 

O estudante de 15 anos acusou o Colégio Michael Williams, de Auckland [mapa], de discriminação religiosa.


“Pasteriano” é o nome do seguidor da pseudo religião do Monstro do Espaguete Voador.

Adotada por ateus, essa igreja virtual foi criada em 2005 por Bobby Henderson em protesto contra o governo de Kansas (EUA), que pretendia substituir nas escolas públicas o ensino da biologia evolucionista pelo criacionismo.

Em algumas jurisdições da Nova Zelândia, os pasterianos obtiveram o direto de usar o escorredor de macarrão na cabeça.

Michael Williams, diretor do colégio, disse que “felizmente” está tudo resolvido com o estudante.

O garoto nega.




Polônia oficializa a religião do Monstro de Espaguete Voador

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Busca neste site