Pular para o conteúdo principal

Discriminada pela Igreja, ex-TJ mata família, cachorro e se suicida


Lauren
não aguentou
o repúdio

A ex-Testemunha de Jeová Lauren Stuart (foto), 45, ficou abalada com a discriminação que vinha sofrendo de integrantes da Igreja.

Quem sai da Igreja ou dela é expulso passa a ser considerado como maldito. Nenhum fiel pode ter contato com ex-seguidor, mesmo os parentes.

No dia 16 de fevereiro de 2017, uma sexta-feira, Lauren surtou:  matou o marido (Daniel, 47), seus dois filhos (um de 24 anos e outro de 27) e o cachorro da família e cometeu suicídio. Todos com tiro na cabeça.


A polícia de Keego Harbor [mapa], Michigan (EUA), encontrou os corpos no mesmo dia.

No domingo, Joyce Taylor, amiga da família e também ex-TJs, apareceu no encontro os fiéis das TJs para acusá-los de serem a causa dos assassinatos [ver vídeo abaixo].

“A culpa é 100% da religião”, disse Joyce à Fox 2.

Lauren saiu das TJs havia 5 anos para que seus filhos cursassem faculdade, o que não é tolerado pela religião.

Ela tentou retomar sua carreira de modelo, mas a depressão do marido a preocupava bastante.

Joyce, que deixou a seita fundamentalista há cerca de 30 anos, afirmou: “A família [de Lauren] sofreu as duras consequências enfrentadas por todos que deixam as Testemunhas de Jeová”.

Joyce acusa a seita


Com informação de sites americanos, vídeo do Youtube e foto da conta do Twitter de Lauren Stuart.




TJs devem seguir o líder mesmo que ele pareça irracional, diz vídeo

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Não fala o que vocês não sabem cambada de zé ruelas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super Fake News eu Não sou Testemumha de Jeová mas na Universidade Fluminense Federal que fiz em Niterói aqui no RJ que eu conheci e tive alguns colegas TJ de Jeová e conheço por eles que não são aconselhados a fazer faculdade,porém isso é decisão própria e os mesmo não os proíbem! Maior mentira dizer que eles não fazem faculdade se eu mesmo estudei com alguns e nem era pessoas doidas não super na deles

      Excluir
  2. Fake News mais um dos Milhões por ai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SE A NOTICIA É FALSA ENTÃO POSTEM O LINK QUE MOSTRE O CONTRARIO A ELA SIMPLES ASSIM SO SABEM TECLAR FAKE FAKE FAKE

      Excluir
  3. O Corpo Governante e sua org.jw são bandidos tem as mãos sujas de sangue , levam literalmente as pessoas a morte. uma destruição familiar completa. esta seita é um caso internacional de policia e psiquiatria. tem que ser investigada profundamente. que o nosso Criador Yahuh liberte estes infelizes desta dormencia espiritual.

    ResponderExcluir
  4. Deixa eu ver se entendi! Ela saiu da religião pra segundo ela fazer o que quiser da vida, ou seja ela não quiz mais fazer parte da comunidade das TJ, deixando de seguir seus princípios, dai ela que foi discriminada e rejeitada? Não foi ela que rejeitou a religião? E tem mais se a pessoa se afastar das TJ ela bem vinda pra voltar se assim quiser!

    ResponderExcluir
  5. que merda de povo ignorantes so falam merda a religiao das tj nao ensina isso nao eles nao tem culpa de ela ser louca e como a materia diz EX EX EX EX tj nao ÉRA mais

    ResponderExcluir
  6. desassociação por ir pra faculdade kkkkkkkkkkkkkkkkk essa é uma mentira nova kkkkkk ninguém é desassociado por isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que tem gente que acredita!!!

      Excluir
    2. Estou frequentando.Tenho uma profissão que a princípio não *aceitariam* ,mas aceitam sim..com restrições q considero justas diante da Bíblia( eu nunca tinha lido ,e estou feliz por estar lendo) e olhaque li tratados por uma vida...A receptividade e hospitalidade deles é ímpar.E amo o namoro decente.Ponto.

      Excluir
  7. Sou ex TJ dissociado vi muita mentira lá muita falta de amor e sim eles se sentem bem em maltratar as pessoas e não as pessoas q saem pode tentar voltar mas são bastante discriminados mas a pessoa q faz faculdade não espulsa mas é muito mal vista a não ser que a família tenham dinheiro e influência

    ResponderExcluir
  8. Neste caso não sei mas javi alguns casos de pessoas q se suicidou por nan suporta o desprezo DAS TJ e sua família

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos