Discriminada pela Igreja, ex-TJ mata família, cachorro e se suicida


Lauren
não aguentou
o repúdio

A ex-Testemunha de Jeová Lauren Stuart (foto), 45, ficou abalada com a discriminação que vinha sofrendo de integrantes da Igreja.

Quem sai da Igreja ou dela é expulso passa a ser considerado como maldito. Nenhum fiel pode ter contato com ex-seguidor, mesmo os parentes.

No dia 16 de fevereiro de 2017, uma sexta-feira, Lauren surtou:  matou o marido (Daniel, 47), seus dois filhos (um de 24 anos e outro de 27) e o cachorro da família e cometeu suicídio. Todos com tiro na cabeça.


A polícia de Keego Harbor [mapa], Michigan (EUA), encontrou os corpos no mesmo dia.

No domingo, Joyce Taylor, amiga da família e também ex-TJs, apareceu no encontro os fiéis das TJs para acusá-los de serem a causa dos assassinatos [ver vídeo abaixo].

“A culpa é 100% da religião”, disse Joyce à Fox 2.

Lauren saiu das TJs havia 5 anos para que seus filhos cursassem faculdade, o que não é tolerado pela religião.

Ela tentou retomar sua carreira de modelo, mas a depressão do marido a preocupava bastante.

Joyce, que deixou a seita fundamentalista há cerca de 30 anos, afirmou: “A família [de Lauren] sofreu as duras consequências enfrentadas por todos que deixam as Testemunhas de Jeová”.

Joyce acusa a seita


Com informação de sites americanos, vídeo do Youtube e foto da conta do Twitter de Lauren Stuart.




TJs devem seguir o líder mesmo que ele pareça irracional, diz vídeo

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

  1. Não fala o que vocês não sabem cambada de zé ruelas!!!

    ResponderExcluir
  2. Fake News mais um dos Milhões por ai

    ResponderExcluir
  3. O Corpo Governante e sua org.jw são bandidos tem as mãos sujas de sangue , levam literalmente as pessoas a morte. uma destruição familiar completa. esta seita é um caso internacional de policia e psiquiatria. tem que ser investigada profundamente. que o nosso Criador Yahuh liberte estes infelizes desta dormencia espiritual.

    ResponderExcluir
  4. Deixa eu ver se entendi! Ela saiu da religião pra segundo ela fazer o que quiser da vida, ou seja ela não quiz mais fazer parte da comunidade das TJ, deixando de seguir seus princípios, dai ela que foi discriminada e rejeitada? Não foi ela que rejeitou a religião? E tem mais se a pessoa se afastar das TJ ela bem vinda pra voltar se assim quiser!

    ResponderExcluir
  5. que merda de povo ignorantes so falam merda a religiao das tj nao ensina isso nao eles nao tem culpa de ela ser louca e como a materia diz EX EX EX EX tj nao ÉRA mais

    ResponderExcluir
  6. desassociação por ir pra faculdade kkkkkkkkkkkkkkkkk essa é uma mentira nova kkkkkk ninguém é desassociado por isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é que tem gente que acredita!!!

      Excluir
    2. Estou frequentando.Tenho uma profissão que a princípio não *aceitariam* ,mas aceitam sim..com restrições q considero justas diante da Bíblia( eu nunca tinha lido ,e estou feliz por estar lendo) e olhaque li tratados por uma vida...A receptividade e hospitalidade deles é ímpar.E amo o namoro decente.Ponto.

      Excluir
  7. Sou ex TJ dissociado vi muita mentira lá muita falta de amor e sim eles se sentem bem em maltratar as pessoas e não as pessoas q saem pode tentar voltar mas são bastante discriminados mas a pessoa q faz faculdade não espulsa mas é muito mal vista a não ser que a família tenham dinheiro e influência

    ResponderExcluir
  8. Neste caso não sei mas javi alguns casos de pessoas q se suicidou por nan suporta o desprezo DAS TJ e sua família

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site