Pular para o conteúdo principal

TJ veta associação da Universal com 'sinagoga de Satanás'


Templo de Salomão
no Google Maps

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou ao Google a criação de filtros para impedir que, no Maps, o Templo de Salomão, da Universal, seja associada aos termos “sinagoga de Satanás”. 

Proferida em dezembro de 2017, a sentença foi publicada em janeiro de 2018.


O buscador já não vinha fazendo a associação por conta de uma liminar obtida pela Igreja Universal em agosto de 2016.

Inicialmente, o Google tinha dito à Justiça que a associação tinha sido feita por um internauta, mas a empresa acabou responsabilizando seu algoritmo quando a Universal pediu o nome do usuário do Maps.

No Tribunal, o voto do relator Galdino Toledo Júnior foi vencido.

No entendimento do desembargador, o Google não pode ser um censor e quem se sentir ofendido deveria acionar diretamente o suposto ofensor.

Com informação do Consultor Jurídico e da sentença do TJ-SP.




Lenda das músicas satânicas de Xuxa chega à Argentina

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Hackers invadem conta de Malafaia e doam R$ 10 mil à Cruz Vermelha

Bispo Edir Macedo é internado com suspeita de estar com Covid-19