Pular para o conteúdo principal

Falar em Deus se tornou tabu, lamenta arcebispo de Paris


Na França, religião
 é da esfera pessoal

O novo arcebispo de Paris da Igreja Católica, Michel Aupetit, disse que antes não podia se faltar de sexo, mas agora o tabu é Deus. 

“Não temos o direito de falar de Deus; se o fizermos, ficamos envergonhados”, disse ele ao Le Monde.


Afirmou que há muçulmanos que vão a igrejas porque ali, segundo eles, se pode falar livremente de Deus.

Aupetit exagerou em suas lamentações, porque o que não se pode mesmo na França é fazer pregações religiosas.

A França é um dos poucos países que levam a sério a laicidade.





Por falta de fiéis, acelera-se venda de igrejas na França

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos