Padre argentino amarra criança em cruz em ‘Marcha pela Paz’



O padre Jesús Olmedo amarrou um menino de 9 anos a um cruz e quatro adultos como parte do evento “Marcha pela Paz e Justiça”, no dia 7 de junho de 2017, na cidade de Humahuaca [mapa], Argentina.

O Ministério da Educação e até fiéis acharam que o padre exagerou na representação.

O menino ficou “crucificado” por três horas.

Ele chorou, mas o padre disse porque estava “um pouco frio”.

Questionado pela imprensa, o padre disse que o “o menino quis ser crucificado e mãe havia autorizado".

"O ato foi belo, todos ficaram encantados."

Se foi assim, o padre Jesús é que deveria ter se dependurado na cruz.


Envio de correção



Freira espeta criança para que sentisse o sofrimento de Jesus


Comentários


EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato