Pular para o conteúdo principal

Furto de energia por Marcha Para Jesus põe hospital em risco



A Marcha para Jesus que se realizou no dia 15 de junho de 2017 em Porto Velho (RO) furtou energia elétrica para alimentar os aparelhos de som do palco onde houve pregação e apresentação de músicas.

A Eletrobras Rondônia informou que o “gato” do evento evangélico ameaçou o abastecimento elétrico do Hospital de Base, que atende milhares de pacientes, e centenas de residências.

Os organizadores da Marcha fizeram a ligação clandestina em baixa tensão, sem medição nem proteção de disjuntor.

Na tarde daquele dia, alertada por moradores, a Eletrobras desligou o “gato”, que de novo foi feito pelos evangélicos.

A distribuidora de energia teve de mais uma vez interromper a ligação clandestina, para garantir o funcionamento do hospital.

Alguns líderes evangélicos afirmaram que se tratava de perseguição religiosa.

Por fim, a Eletrobras providenciou o fornecimento seguro de energia ao evento.



Envio de correção



Justiça proíbe Santa Bárbara de financiar Marcha de Jesus


Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Morre de Covid-19 o segundo pastor bolsonarista da Assembleia de Deus

Bispo Edir Macedo é internado com suspeita de estar com Covid-19