Pular para o conteúdo principal

Livro ‘Com Zeus Não se Brinca’ faz reflexão das loucuras da religião

Livro
ri das
divindades
 

Com Deus não se brinca, dizem os religiosos, mas Paulo Bitencourt, que é ateu, brinca, e muito, com as divindades como forma de reflexão sobre as loucuras da religião.

“Com Zeus Não se Brinca”, à venda na Amazon, é o segundo livro de Bitencourt.

Trata-se de uma coleção de chistes que, em seu conjunto, se indigna diante de assassinatos de pessoas que brincam “com palavras como Deus, Javé, Jesus e Alá”, como diz o prefácio do livro.

“Se isso não é prova de que religião é loucura, então não sei o que é”, diz Bitencourt, que nas redes sociais se apresenta como “Apóstolo da Razão”.

Ele esteve perto de se tornar um “apóstolo da fé”.

De família evangélica, cursou a Faculdade de Teologia, em São Paulo, até o quinto semestre, preparando-se para se tornar pastor.

Abandonou os estudos, distanciando-se, inclusive, da família. Mudou-se para a Áustria, formando-se em Canto Lírico.

Seu primeiro livro, já no título, exprime o resultado da guinada que deu em sua vida: “Liberto da Religião: O Inestimável Prazer de Ser um Livre-Pensador".


Livro explica a origem da conotação pessimista que se atribui ao ateísmo

Ateísmo é a evolução lógica da religião, diz Richard Dawkins

O dia em que comecei a desacreditar em Deus



Comentários

Postar um comentário

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Ministro de Israel que disse ser o Covid-19 castigo divino contra gay pegou o vírus

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays