Pular para o conteúdo principal

Igreja da Inglaterra torna-se palco de shows para não falir



Já houve na igreja um festival de cerveja

A maior igreja anglicana da Inglaterra se adaptou para a realização de shows de músicas pop e clássicas e eventos em geral, como o festival de cerveja que ali houve em 2016.

Trata-se da Igreja da Santa Trindade, que fica na cidade de 260 mil habitantes de Kingston upon Hull, no litoral nordeste do país.

Com 800 anos, ela sobreviveu aos bombardeios da Primeira Guerra Mundial, mas agora, por falta de fiéis, corria o risco de fechamento por não ter recursos para pagar suas despesas.

O jeito foi se tornar um local de eventos pagãos.

Para mais bem acomodar os espetáculos, os bancos vitorianos foram retirados e houve a instalação de equipamentos de som e outras parafernálias, como uma máquina de fazer "fumaça" com gás.

Os fiéis mais conservadores têm feito duras críticas à paróquia de Hull, mas eles não têm uma solução para garantir a manutenção da igreja.

Neal Barnes, vigário da igreja, disse que, se não fosse essa solução, a igreja teria de fechar suas portas e o prédio entraria em processo de deterioração.

“Então ninguém poderia desfrutar dessa herança vitoriana e medieval.”

O cristianismo encontra-se em crise na Inglaterra, e os próprios líderes religiosos admitem que ele poderá desaparecer nas próximas décadas, se não conseguir atrair os jovens.

Com informação do Daily News e foto do Google Maps.

Envio de correção.



Cristianismo britânico pode acaba logo por falta de jovens


Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto