Pular para o conteúdo principal

Prefeito invoca Estado laico para entregar cidade a Deus

por Eduardo Banks
para Paulopes

O prefeito Josias Quintal (ex-secretário de Segurança Pública de Garotinho) baixou um decreto, o 1/2017, entregando o governo do município de Santo Antônio de Pádua (RJ) "a Deus".

O decreto é tão cínico, que no sétimo consideranda menciona o artigo 19, inciso I, da Constituição Federal, que trata da laicidade do Estado brasileiro. [ver reprodução abaixo]

No consideranda seguinte ele invocou o Preâmbulo da Constituição como fonte de Direito. Só que o Preâmbulo não tem força normativa, segundo a interpretação do STF, e não pode embasar um ato da Administração que tem efeitos no mundo jurídico.

Se depender do prefeito Quintal, Santo Antônio de Pádua ficará ao Deus-dará até o ano de 2020.

Decreto cínico


Com informação do decreto do prefeito.


Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Justiça proíbe uso da religião para obtenção de voto. Na Índia

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Saiba por que a seita Testemunhas de Jeová é um paraíso para pedófilos