População sem religião salta para 10% no Grande ABC

A população de pessoas sem religião do Grande ABC, na região metropolitana de São Paulo, aumentou de 0,5% em 1960 para 10% em 2016. O percentual inclui os ateus e agnósticos.

A pesquisa foi feita pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano) a pedido da Diocese de Santo André.

O bispo diocesano dom Pedro Carlos Cipollini lamentou que isso tenha acontecido.

“Estamos em uma sociedade chamada por muitos filósofos como a era do vazio”, disse.

“Tem a violência, a corrupção na política, as pessoas ficam desencantadas, não acreditam no ser humano, em Deus, além da desilusão com a religião.”

A pesquisa confirmou o que outros levantamentos já detectaram há algum tempo em relação ao país todo: a Igreja Católica está perdendo fiéis para outras religiões, principalmente as pentecostais.

No período, ela perdeu quase 50% do total de seguidores.

Com informação do Diário do Grande ABC.




Aviso de novo post por e-mail

Nos EUA, não religiosos superam evangélicos e empatam com católicos

Nos EUA, os sem religião são sub-representados no Congresso

Israelenses pedem que sejam registrados como 'sem religião'




Pessoas sem religião superam as que têm religião na Inglaterra


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

EDITOR DESTE SITE



Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.