Rabino proíbe bicicleta a meninas por ser ‘provocante’



Um rabino ultraortodoxo de Nahloat, um bairro de Jerusalém, distribuiu um decreto às sinagogas da região proibindo que meninas acima de cinco anos de andar de bicicleta porque elas ficam em posição “provocativa” para os homens.

Para o religioso,
essa criança não 
é 'decente'
A proibição vale também para as mulheres adultas.

A imprensa israelense não revelou no nome do rabino.

No decreto, ele afirmou que, para as mulheres, andar de bicicleta é “indecente” e que elas, assim, sofrem “sérios danos à sua modéstia”.

Ao determinar a proibição, o rabino revelou que ele, sim, tem doentia. Ele é pedófilo e vive atormentado por isso por causa de sua religião.

Com informação do  Independent.

Panfletos em sinagogas estimulam a volta da poligamia






EDITOR DESTE SITE

Paulo Roberto Lopes é jornalista

profissional diplomado. Trabalhou

no jornal centenário abolicionista

Diario Popular, Folha de S.Paulo,

revistas da Editora Abril e

em outras publicações.

Contato