Pular para o conteúdo principal

Continua em Bangladesh a matança de ativistas ateus

Quatro muçulmanos mataram na noite de quarta-feira (6) a golpes de facão e a tiros o blogueiro secular Nazimuddin Samad (foto), 28, em Dakar, capital de Bangladesch, país onde tem ocorrido uma matança de ativistas ateus.

Samad foi
morto a golpe
de fação
Os assassinos gritavam "Allahu akbar" (Deus é grande).

Em 2015, os radicais islâmicos mataram cinco blogueiros ateus e um editor que publicava livros humanistas naquele país cuja maioria da população é muçulmana.

Humanistas acusam o governo de fazer “corpo mole” para impedir novos ataques.

"Jovens talentosos são mortos um após o outro, mas não existem medidas visíveis contra esses atos hediondos", disse Kabir Chowdhury Tanmoy, presidente da Ativista online Forum.

Estudante de direito, Samad era “um grande defensor do secularismo”, disse Imran H. Sarker, do grupo online de ativistas Boan.

Carta aberta pede 'basta' à morte de ateus em Bangladesh







Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Hackers invadem conta de Malafaia e doam R$ 10 mil à Cruz Vermelha

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Bispo Edir Macedo é internado com suspeita de estar com Covid-19