Pular para o conteúdo principal

Satélite confirma destruição de patrimônio histórico pelo EI

Antes (na foto superior) e
depois da explosão de templo
Imagens de satélite divulgadas por uma agência das Nações Unidas confirmaram a extensão da destruição pelo ES (Estado Islâmico) do Templo de Baal, em Palmira, Síria. Trata-se de um patrimônio histórico de aproximadamente dois mil anos.

“Verificamos que houve a derrubada do prédio principal do templo e de uma fileira de coluna”, comunicou a Unitar, com sede em Genebra.

Alguns especialistas em antiguidades tinham a esperança de que a explosão anunciada pelo Estado Islâmico não tinha atingido a estrutura do templo.

Baal (abreviatura da Baalshamin) é o deus do céu fenício.

O Estado Islâmico já tinha detonado ruínas históricas que ficavam perto do Templo de Baal.

Maamoun Abdulkarim, o diretor do departamento de antiguidades da Síria, disse estar ocorrendo “não uma batalha política, mas uma batalha cultural”.

“Todos têm de participar na defesa deste patrimônio, desta civilização”, afirmou.

Templo tinha cerca de 2.000 anos
Com informação das agências.





Fotos mostram Estado Islâmico jogando gays de cima de prédios


Comentários

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos