Fósseis revelam que maior animal da terra pesava 77 t

Osso de coxa serviu para dimensionar o dinossauro
Argentinosaurus (acima) perdeu 
título de maior animal do planeta
Arqueólogos desenterraram perto do deserto de La Flecha, a 250 km a oeste de Trelew, na Patagônia, do lado da Argentina, fósseis do dinossauro que provavelmente tenha sido o maior animal que já viveu sobre a Terra. Trata-se de um herbívoro de uma espécie do Cretáceo que ainda não tinha sido catalogada.

Pelo tamanho dos ossos da coxa, paleontólogos calcularam que o animal tinha 40 metros de comprimento (da cabeça à ponta do rabo) e 20 metros de altura, equivalente a um edifício de sete andares.

Seu peso foi estimado em 77 t, o mesmo que 14 elefantes africanos ou 7 t a mais do que o dinossauro Argentinosaurus (na ilustração), o recordista anterior, também descoberto na Patagônia.

Quem primeiro localizou os fósseis foi um trabalhador rural, que tropeçou em um osso petrificado.

Sob a orientação dos doutores José Luis Carballido e Diego Pol, uma equipe do Museu de Paleontologia fez a escavação. “O novo dinossauro é o maior animal conhecido que andou na Terra", confirmou um dos paleontólogos da equipe.

No lugar havia esqueletos parciais de 7 indivíduos, todos em excelentes condições.

O herbívoro gigante viveu na Patagônia entre 95 e 100 milhões de anos, de acordo com a idade das rochas do local onde foram encontrados os ossos.

Os pesquisadores estão escolhendo para o novo dinossauro um nome que descreva sua magnificência e que ao mesmo tempo homenageie o trabalhador que o descobriu.

Pesquisadores ficaram surpresos com o tamanho do dinossauro
Com informação da BBC News e outras fontes.





Escolas cristãs dos EUA ensinam que monstro do Lago Ness é real
junho de 2012


Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Igreja de 221 anos fecha nos EUA por falta de fiéis; avanço da secularização