Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Escolas cristãs dos EUA ensinam que monstro do Lago Ness é real

monstro do Loch Ness
Esta é a famosa foto forjada do dinossauro
Escolas cristãs do sul do Estado de Louisiana (EUA) estão ensinando que o monstro do Lago Ness é real, como mostram, segundo elas, fotos e gravação de som. O objetivo é refutar a teoria da evolução das espécies de Charles Darwin (1809-1882). 

De acordo com um livro adotado pelas escolas, o monstro do Ness é um plesiossauro, o que prova, segundo elas, que os dinossauros conviveram com o homem, diferentemente do que afirmam os evolucionistas.

As escolas adotam o currículo da ACE (Accelerated Christian Education). Elas são da rede privada de ensino, mas têm alunos bolsistas financiados pelo governo.

Não há nenhum indício de que haja ou tenha existido um monstro no Ness, lago de água doce e fria que fica em Highland, na Escócia. Trata-se de uma lenda que tornou a cidade uma atração turística.

O livro de “ciências” das escolas, contudo, afirma que a voz de Nessie (como o suposto monstro é chamado) já foi gravada por um pequeno barco pesqueiro japonês, além de haver fotos e testemunhas do aparecimento do bicho pré-histórico.

Diz o livro: “Poderia um peixe se transformar em dinossauro? Pode parecer espantoso, mas os evolucionistas teorizam que os peixes evoluíram para anfíbios e estes em répteis. Essa mudança gradual não tem nenhuma base científica. Não há fósseis dessas transições e nunca serão descobertos, porque Deus criou cada peixe, anfíbio, réptil separadamente, como animais únicos. Quaisquer semelhanças que possam existir eles é porque o Mestre Artesão é o criador de todos.”

Jonny Scaramanga, 27, que foi aluno de uma escola que adota o currículo da ACE, disse que “eles (os professores) acreditam piamente que o monstro é um sobrevivente do dilúvio de Noé, há apenas 4.000 anos”. O ex-aluno se engajou em uma campanha contra o fundamentalismo cristão nos Estados Unidos. 

Bruce Wilson, especialista em religião, estima que as escolas fundamentalistas cristãs estejam espalhadas em pelo menos 13 Estados americanos, atingindo cerca de 200 mil estudantes.





Com informação do News Scotsman.

No MT, colégio adventista ensina dilúvio em aula de história
abril de 2012

Evolução e criacionismo.    Ciência versus religião.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...