Vereadora eleita vai propor criação de grupo de oração na Câmara

vereadora Cida, de Teresina
Cida é da Renovação
Carismática Católica
Uma das propostas da vereadora eleita Cida (foto) para resolver os problemas de Teresina (PI) é a criação de um grupo de oração dentro da Câmara Municipal do qual participariam seus colegas vereadores e funcionários da casa. “Agora vamos tentar fazer jus à confiança que a pessoas depositarem em mim”, disse.

A proposta de Cida é polêmica por pelo menos dois motivos. Primeiro porque talvez os vereadores devessem se dedicar a questões mais objetivas, já que orações não vão resolver, por exemplo, as enchentes, que é um dos graves problemas da cidade. E segundo porque o que a vereadora quer não é condizente com o Estado laico. A rigor, Câmara Municipal não pode ser usada como casa de oração, assim como igrejas não podem legislar.

Teresina tem perto de 900 mil habitantes. Piauí é o Estado mais católico da federação, com 87,95% da população, de acordo com o Novo Mapa das Religiões feito pela Fundação Getúlio Vargas com dados de 2009 da POF (Pesquisa de Orçamento Familiar), do IBGE. É também o Estado onde se registra o menor índice de pessoas sem religião (1,64%).

Cida concorreu pelo PHS e foi eleita com 2.032 votos. Ela faz parte da Renovação Carismática Católica, mas afirma que também obteve votos de eleitores evangélicos.

É formada em teologia e em gestão pública e está concluindo um curso de serviço social. “Agora é dar razão à nossa fé, trabalhar, fazer tudo para exercer nossa cidadania”, afirmou.

Com informação do site Meionorte.

Liminar suspende lei que autoriza BH a vender ruas à igreja.
setembro de 2012

Religião no Estado laico.

Comentários

  1. Se na Câmara houver um vereador laico, o mesmo deve contestar a vereadora não-laica.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez, com o risco de ser repetitivo:

    RELIGIOSOS NA POLÍTICA PODE, RELIGIÃO NÃO!

    Winston Smith

    ResponderExcluir
  3. Aqui em São Carlos (SP), ontem, um vereador reeleito disse que a missão dele nos próximos 4 anos é evangelizar a cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que o faça na igreja, né? Alguém tinha que avisá-lo que ele está no local errado fazendo coisa errada com o intuito errado.

      Excluir
    2. Pô, que saco! Eu tava pensando em me mudar prá São Carlos, uma cidade agradável, próximo da aposentadoria ... e vem um evanjegue desses estragar tudo??? POVO DE SÃO CARLOS REAJAAAAAA!!!!

      Excluir
  4. A proposta de Cida é polêmica por pelo menos dois motivos. Primeiro porque talvez os vereadores devessem se dedicar a questões mais objetivas, já que orações não vão resolver, por exemplo, as enchentes, que é um dos graves problemas da cidade. E segundo porque o que a vereadora quer não é condizente com o Estado laico. A rigor, Câmara Municipal não pode ser usada como casa de oração, assim como igrejas não podem legislar.

    Sinceramente, RÍDICULO!

    ResponderExcluir
  5. Cesar

    Ele está errado. A função de um vereador não é evangelizar.

    ResponderExcluir
  6. Essa vaca vai ganhar dinheiro dos contribuintes pra rezar? Fazer o serviço dela que é bom, nada, né?

    ResponderExcluir
  7. Se ela rezar para o meu Deus tudo bem. Nao pode eh querer rezar para aquele tal de Jesus que nao sabe se um ou tres ao mesmo tempo.
    O meu Deus eh o grande Juju da montanha, o unico e verdadeiro.
    Ave juju. Amem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mello, Que Jesus tenha misericórdia de ti....

      Excluir
  8. Sou ateu, mas acredito que havendo liberdade religiosa, oração pode ser feita em qualquer lugar, até mesmo quando ela estiver cagando. Quem aderir às orações, aderiu. Não querer que ela exprima sua fé em orações aonde quer que seja, seria o mesmo que dizer que ela não pode exercer sua cidadania. Tem coisa muito pior para se preocupar do que uma religiosa querendo orar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou ateu, também.

      A manifestação religiosa é assegurada por lei e a lei deve ser respeitada e cumprida. Por isso mesmo, essa vereadora estaria errada se esse grupo de oração e, consequentemente, as orações feitas por ele substituirem o real trabalho de um vereador. Contudo, se essa manifestação se der em horário fora do expediente de modo a não atrapalhar o andamento dos trabalhos, não vejo mal.

      Excluir
    2. Quer dizer que em vez de discutir e resolver os problemas da cidade, ela vai ganhar R$10.237,00 reais por mês pra ficar rezando e tentando convencer os outros a rezar e TUDO BEM???

      No dos outros é refresco né???

      Excluir
    3. Anônimo10 de outubro de 2012 19:57

      "...se essa manifestação se der em horário fora do expediente de modo a não atrapalhar o andamento dos trabalhos, não vejo mal."

      Excluir
    4. Concordo plenamente com as ponderações do Willian Papp.

      Excluir
  9. Esta na hora de criarmos um Projeto de Lei, atraves de iniciativa popular, que proiba a presenca de religiosos (padres, pastores, rabinos, mulas, lamas, etc) em cargos politicos, com vistas a atendimento de interesses sectarios, em detrimento de toda a populacao brasileira, a quem deveriam servir !

    Fora com os religiosos, fora com eles da politica, fora com eles dos cargos politicos !

    Lugar de religioso é nas igrejas, templos, sinagogas e mesquitas, nao em Congressos, Camaras, Senados !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abbadon

      Há uma confusão aí. Os religiosos podem, sim, entrarem para a Política. O sistema político brasileiro é o de representação e os religiosos representam parte da sociedade.

      Religiosos na política pode, sim. Religião na política é o que não pode.

      É necessário saber separar as coisas.

      Excluir
    2. É só tirar o cérebro do corpo, deixando-o na igreja.
      O cérebro fica na igreja e o corpo vai para o congresso nacional.

      Excluir
    3. Willian Papp

      E você acha mesmo que algum dia eles vão entender a diferença?

      Excluir
    4. Anônimo10 de outubro de 2012 20:01

      Com a ajuda e a aplicação das Leis que preveem a cassação de seus mandatos, sim

      Excluir
    5. Infelizmente a falta de bom senso faz necessária uma lei dessas. Se todos tivessem bom senso, não era nem mesmo necessário dar direitos para os homossexuais; por exemplo, os héteros já os possuem mesmo sem ter algo na Constituição que o diga.

      Excluir
    6. E quanto a falar graças a Deus ou glória a Deus, dentro do horário de serviço?

      Excluir
    7. Plim!

      Há outras como "Minha Nossa (senhora)!", "Creio Em Deus Pai" etc. Isso são interjeições já integradas ao vocabulário brasileiro.

      Excluir
    8. Aí o assunto Deus passa a ser lembrado. O que Deus disse?

      Excluir
    9. Concordo com o Willian Papp!
      Até mesmo orações estão interligadas à cultura brasileira. Precisamos ter bom senso para não sermos intolerantes contra aqueles que pensam e agem de forma diversa à nossa!

      Excluir
  10. Essa imbecil fanática religiosa histérica que faça seu grupo de alienação, ops, oração lá na casa dela. Uma câmara municipal não é lugar para se montar um antro de Chezuis. Estado Laico Já!

    ResponderExcluir
  11. Essa gente política religiosa já e' desonesta desde a campanha eleitoral: se valem de seus títulos de pastores, missionários, etc, para ganhar votos fáceis fazendo campanha dentro de igreja, passando a conversa nos crédulos 'a sua disposição. Enquanto isso, os demais candidatos tem de suar a camisa, ir 'as ruas (eles não tem essa mamata de uma igreja cheia a seu dispor). E se alguém acha que o TSE fiscaliza: já fiz denuncia uma vez (campanha dentro de igreja com distribuição de 'santinho' e tudo mais) e nem sequer se deram ao trabalho de dar retorno. Então, essa moveria que vá orar na pqp! Estado e' laico, ensino e' laico. Vão orar nas suas casas e igrejas e tirem suas mãos sujas dos órgãos públicos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você agiu corretamente, pois devemos nos valer somente do trabalho de órgãos competentes para tentar conter os possíveis abusos cometidos por alguns poucos pseudo religiosos!

      Religioso de verdade não comete abusos, pois quem comete são alguns pseudo religiosos!

      Excluir
  12. Alguém avisa essa anta que o pais não precisa de oração e sim de ação! Vai trabalhar sua anta! Quer ganhar dinheiro na moleza minha filha!Religioso tem que se fuder mesmo depois reclama que nao tem escolas e hospitais... Claro a anta ta fazendo oração ao invés de trabalhar.

    ResponderExcluir
  13. Mais uma iniciativa idiota que vai levar prejuizo para a infelis cidadesinha. Imagino que o salario sera pago normalmnete pois a oração no expediente conta como hora trabalhada.

    ResponderExcluir
  14. Os primeiros sinais da teocracia no brasil se inicia

    ResponderExcluir
  15. Isso mostra que ela não é boba porque é muito mais fácil rezar a fazer o cérebro funcionar pra resolver os problemas da cidade. rs...

    ResponderExcluir
  16. "É formada em teologia e em gestão pública e está concluindo um curso de serviço social"...

    Ela poderia pôr seus conhecimentos em gestão pública a serviço do município, mas como é mais fácil orar ela preferiu usar seu lado teóloga...

    ResponderExcluir
  17. Brasil tá quase virando um Irã evangélico. Daqui a pouco eu saio dessa merda e vou para um país onde as pessoas me julguem pelo que eu faço, e não pelo que eu sou/penso!

    ResponderExcluir
  18. A eleição dessa vereadora foi uma completa surpresa aqui em Teresina, já que ela era uma completa desconhecida para a maior parte da população... E agora já está mostrando que deveria mesmo ter continuado bem longe da Câmara. A mulher nem iniciou seu trabalho e já está falando asneiras, imagine, quando sentir o gostinho do poder. É por essas e outras que esta cidade vai de mal a pior...

    ResponderExcluir
  19. Estou curioso para ver daqui a 4 anos os projetos dessa vereadora.
    Gestão pública e serviço social lhe deram conhecimento, vamos ver a ação.
    Puxou a responsabilidade para si mesma.
    Espero que não fique apenas em orações.
    Duas mãos trabalhando produzem mais que mil orando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ela quiser se reeleger daqui a 4 anos, basta ter feito as tais orações e com testemunhas, afinal, as pessoas que a elegeram o fizeram justamente por causa disso mesmo!

      Excluir
  20. Piauí, estado mais religioso do Brasil. Piauí, estado mais pobre do Brasil. Sacaram?

    ResponderExcluir
  21. A 'lei' só protege a liberdade religiosa, não protege a liberdade não religiosa. Simples assim.
    No caso de uma situação conflitante religioso x não religioso o legalismo vai apitar para o lado de religioso.
    A lei diz que ninguém é obrigado a fazer ou deixar de fazer nada senão por imposição legal, mas como fica se o religioso quiser ostentar sua religiosidade e um não religioso disser 'perto de mim não, a lei não me obriga a ouvir e ver'. Como desempatar os direitos? Um de ostentar símbolos e ritos ( como rezas), outro de não querer ver tais porcarias? A coisa sempre vai pender para o lado da liberdade de expressão religiosa, a lei foi mal escrita, deveria ter limitado ao âmbito doméstico e lugares de culto restritos como templos, não públicos. Não tem na lei um 'livre manifestação de religião e culto desde que não incomode quem não tem religião e não deve ser obrigado a aturar'.

    Experimentem ligar um rádio bem alto para abafar as pregações em praças públicas de algum religioso pra ver o que acontece. O do rádio é que será interpelado por alguma autoridade por pertubação pública do sossego e deboche da religião do cara. Nem rir daquelas cenas grotescas não pode, é desrespeito. A rua é pública, mas fecham ao trânsito para procissões católicas e aí de quem tentar tocar, sei lá, um pandeiro atrás do 'corso', ou passar de bike na droga dos tapetes. Não adianta, os religiosos mandam, queiramos ou não, e têm muitos defensores na lei e nos fazedores de leis. Duvido que alguém publique nos jornais artigos reclamando do feriado católicos de sexta-feira. Na internet talvez tenha, mas revistas, jornais impressos, na rádio ou tv? É ruim, heim?

    O intolerante é sempre o que não aceita a pregação, tem de fingir que não se importa, nada de reação demonstrando 'intolerância'. No melhor estilo fique no armário...

    O remédio é ir tentando o boca a boca, aos poucos, quando se é abordado por um 'religioso' e rechaçando com citações das podridões da bíblia que é a referência mais comum do que alcorão e torá. Tenho sempre comigo a seleção das piores partes da bíblia, assim que alguém me perturba com mimimi religioso eu saco a agendinha e leio as preciosidades. Tem funcionado bem, nunca chego a terminar a leitura...Correm de mim como o diabo da cruz e o vampiro da luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sofrimento ateísta11 de outubro de 2012 03:18

      Realmente, os ateus sofrem muito, pois não desfrutam de liberdade suficiente para impedir religiosos de se manifestar.

      E, mais grave ainda: a lei não garante aos ateus o direito de SABOTAR e VANDALIZAR procissões e cultos, como deseja a Lia.

      De fato, é muita perseguição aos ateus, essas crituras sensíveis e sofredoras.

      Até quando?

      Excluir
    2. Sabotar e vandalizar? Essa olavete ta cada mais desonesta e chorona.

      Excluir
  22. "orações não vão resolver, por exemplo, as enchentes"

    Como é que você sabe que não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orações resolvem seus problemas de saúde?

      Excluir
    2. Mas ainda tem quem acredite que orações mudam alguma coisa neste mundo hostil ?

      Excluir
    3. Enchetes? ore para Poseidon! hora, tem tudo para funcionar, como é que você sabe que não?

      Excluir
    4. Orações não fizeram o pupilo do rouba maiscedo ganhar as eleições, mais o deus magico deles prometeu, tudo que pedir em meu nome eu farei, ora vai ver este tudo não é tudo não é? Ha.ha.ha

      Excluir
  23. Orando no horario do expediente, vão ganhar os vencimentos normalmente, orando fora do expediente vão cobrar hora extra. Em ultimo caso vão gastar luz e agua.

    ResponderExcluir
  24. _A vereadora nada mais está fazendo, do que cumprir aquilo que apregoou em sua campanha eleitoral; o que na verdade, culminou na sua eleição! Não há problema algum! Aliás..., se todos os que falam que fazem e acontecem e nada mais são do que um bando de inescrupulosos, realmente assumissem o que dizem e os abraços que distribuem quando as conveniências lhes chamam..., as coisas seriam feitas com honestidade.
    _O problema não é orar durante o expediente mas..., orar simplesmente, pois: à vista de muitos preconceituosos e desleixados da vida espiritual(que nem sabem que existe), se trata de algo perfeitamente dispensável.
    _O que as pessoas devem fazer..., que façam e colham seus frutos: saudáveis ou podres mas..., assumam como consequências de seus próprios atos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua bíblia não esta acima da constituição federal, fanática.

      Excluir
    2. _Está sim, bitolado e analfabeto espiritual!!!!

      Excluir
    3. No Brasil, infelizmente, já está provado por A + B que, NA PRÁTICA, a Bíblia está sim ACIMA da Constituição Federal.

      Até mesmo juízes federais já demonstraram (e demonstram) isso, inúmeras vezes!

      Excluir
    4. Salamandra mais uma vez dando um show de arrogancia e hipocrisia.

      Excluir
  25. Salamandra já chegou pra dar pum na sala!

    ResponderExcluir
  26. Salamandra esta defendendo que a vereadora cumpra o que prometeu. Como prometeu não fazer nada, se os problemas da cidade continuarem a culpa é da falta de fé do povo.

    ResponderExcluir
  27. Honestamente, grupo de oração a gente cria em espaços reservados pra isso. Se ela quiser rezar sozinha na Câmara, fora do horário de trabalho, é exercício de cidadania. Agora, juntar grupo na Câmara, não importa o horário, na minha opinião, significa fazer uso errado da construção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa criatura equivocada deveria procurar saber do que seus eleitores realmente precisam, porque todos sabemos que crente vive de louvar o "senhor" e espantar o demônio alheio. Portanto, ela ainda não sabe para que foi eleita.

      Excluir
  28. Duas mãos trabalhando fazem mais do que mil rezando (ou "orando", para a crentalhada não dar piti... :D).

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. _Essa é para você: Espancador de si mesmo!

      _Escreva algo inteligente! _Talvez possamos conversar mas..., honestamente, diante da sua péssima retórica..., é impossível!

      Excluir
    2. Também te amo, lagartixa crente! :)

      Att.,

      Espancador de Pastores

      Excluir
  29. Ele devia "orar" (com muita, mas MUITA fé mesmo) para Jeovino dar um jeito na feiura dela.

    Que baranga. Putz.

    ResponderExcluir
  30. "sofrimento ateísta11 de outubro de 2012 03:18
    Realmente, os ateus sofrem muito, pois não desfrutam de liberdade suficiente para impedir religiosos de se manifestar.

    E, mais grave ainda: a lei não garante aos ateus o direito de SABOTAR e VANDALIZAR procissões e cultos, como deseja a Lia.

    "A rua é pública, mas fecham ao trânsito para procissões católicas e aí de quem tentar tocar, sei lá, um pandeiro atrás do 'corso', ou passar de bike na droga dos tapetes."

    Destaque para o 'SEI LÁ'.


    Não sabe ler não? Onde estou pregando vandalizar? Estou jogando uma situação problema que PODERIA acontecer e as possíveis consequências sempre favoráveis somente aos religiosos. O post sobre Frei Bruno é um exemplo, embora os garotos não tenham tido sequer objetivo de exaltar ateísmo, apenas fazer humor com a tal estátua.
    Zoar de símbolos religiosos é ofensa, zoar de quem não tem símbolos ou não os ostenta em monumentos não... Imagino se fosse uma estátua de um deus pagão ou fora do espectro cristão; duvido muito que fariam um BO por zoação na net, uma vez que não se trata nem mesmo de pichação do dito boneco.

    ResponderExcluir
  31. Essa cidadã esta completamente equivocada ao tentar transformar a Câmara Municipal em seu retiro espiritual. Alguém precisa esclarecer a essa criatura, que, embora ela tenha contado com seus coleguinhas de "igreja" para se eleger, não é para eles que ela trabalha, e sim para o Município e seus munícipes. O Estado ainda é laico, embora muitos queiram trazer seus deuses para as repartições públicas. Lamentável.

    ResponderExcluir
  32. Dona Cida! A senhora ser uma alienda e fanática, é problema e direito seu, daí impor seu fanatismo aos demais, é burrice sua! Porque a senhora não tenta fazer algo útil à sua cidade?! Pense nisso!!!!

    ResponderExcluir
  33. Tambem o povo elege cada merda vui! Dona cida dona Cida.... tenta fazer algo útil à sua cidade, deixa de ser patética!

    ResponderExcluir

Postar um comentário