Jornal critica Serra por flertar com o conservadorismo evangélico


Em seu editorial de hoje (13), com o título “kit evangélico”, a Folha criticou o candidato tucano José Serra à prefeitura de São Paulo por ter se aproximado do conservadorismo evangélico. Observou que a imagem de Serra “já foi mais associada a valores liberais”.

“Sua atual peregrinação por templos e a aceitação graciosa de apoiadores que flertam com a intolerância indicam um caminho sem volta”, afirmou o jornal.

A Folha aponta como um desses apoiadores o pastor Silas Malafaia, que “defende com o espírito de cruzados medievais a candidatura de Serra”.

Malafaia tem dado a apoio a Serra, com a gravação inclusive de vídeos, porque o adversário do tucano, o petista Fernando Haddad, foi o mentor do chamado kit gay, um projeto abortado pelo Ministério da Educação por pressão de religiosos. Para o jornal, contudo, o duvidoso kit gay não tem nenhuma importância para a administração pública.

“O ‘kit gay’, por qualquer ângulo que se olhe, é assunto de somenos na política pública federal. Que dirá na municipal, em que os destinos da ocupação do solo, do transporte, da assistência à saúde e do ensino assumem peso avassalador na lista de prioridades.”

O jornal disse que religiosos têm emprestado seu apoio a candidatos com o propósito de obter um “kit evangélico”, que consiste, entre outros interesses, do tratamento diferenciado aos templos, de modo “que possam ultrapassar os níveis de ruído exigidos de outros estabelecimentos e fixar-se onde e como queiram, a despeito das normas urbanísticas”.

Íntegra do editoral

A imagem do candidato tucano José Serra já foi mais associada a valores liberais, cultivados por grupos tanto à esquerda quanto à direita do espectro partidário.

Tais valores informam que preferências sexuais e religiosas são assunto da órbita privada; ao homem público caberia manter equidistância de lobbies que, na defesa legítima de seus interesses, acabam por conferir relevo exagerado a temas da esfera íntima.

Na corrida presidencial de 2010, ao explorar contradição da petista Dilma Rousseff -que se dizia favorável à descriminalização do aborto, mas recuou na campanha de maneira oportunista-, Serra já havia selado uma aliança com o conservadorismo evangélico. Sua atual peregrinação por templos e a aceitação graciosa de apoiadores que flertam com a intolerância indicam um caminho sem volta.

Tal rota pode render-lhe resultado nas urnas, sem dúvida. Pesquisas, como a realizada pelo Datafolha em setembro, indicam que convicções conservadoras são partilhadas por amplos setores da sociedade paulistana. Mas não há como comer do bolo conservador e, ao mesmo tempo, passar-se por liderança moderna, arejada.

Daí um certo cansaço, misturado a frustração, que se nota nos círculos mais liberais. Tanto mais quando um pastor, Silas Malafaia, defende com o espírito de cruzados medievais a candidatura de Serra. "Vou arrebentar em cima do Haddad", jactou-se o líder religioso.

O pretexto é o famigerado "kit gay", tentativa desastrada do então ministro da Educação, Fernando Haddad (PT), de produzir um material -de formulação discutível- contra intolerância sexual nas escolas. Como já se tornou hábito no petismo, após o estrago e a grita dos religiosos, recuou-se completamente, e o próprio Haddad tentou desvencilhar-se da proposta.

O "kit gay", por qualquer ângulo que se olhe, é assunto de somenos na política pública federal. Que dirá na municipal, em que os destinos da ocupação do solo, do transporte, da assistência à saúde e do ensino assumem peso avassalador na lista de prioridades.

Ocupação do solo, aliás, integra o "kit evangélico" real, a agenda de interesses que religiosos apresentam aos candidatos. Desejam tratamento diferenciado para os templos -a fim de que possam ultrapassar os níveis de ruído exigidos de outros estabelecimentos e fixar-se onde e como queiram, a despeito das normas urbanísticas.

É preocupante a atitude amistosa de Serra com esses lobbies, bem como a disposição de Haddad de também acomodar-se a eles.

PT reprime religioso em eleição só quando é contra ele, diz Serra.
outubro de 2012

Malafaia diz que vai ‘arrebentar’ candidatura do petista do ‘kit gay’.
outubro de 2012

Religião na política.



Comentários

Anônimo disse…
Não sou de SP, mas se até um jornal como a Folha, está reclamando da aproximação de Serra com os pastores aproveitadores, então a coisa deve estar muito feia por aí...
Anônimo disse…
A visão dos brasileiros a respeito dos evangelicos é a mesma de vinte anos atrás e agora que eles tomaram parte da mídia piorou ainda mais a visão que os outros tem deles ,eles continuam sendo os mesmos crentes do c* quente de antes só que agora numa versão piorada.


E serra é secularista e não é contra o casamento gay, eu não sei o que a igreja evangélica quer com ele.
Anônimo disse…
Eu nao voto em religiosos muito menos em crentes nem em quem essa gente apoia! Serra nunca mais terá meu voto!
Anônimo disse…
O que leva o mala a toda esta histeria e o fato dele ser homofobico, o kit gay já esta morto e enterrado, mais daqui a 300 anos vamos ver o mala falando do kit gay..
Montalvo Machado disse…
O Serra é burro e teimoso.

Deveria analisar a queda vertiginosa do Russomanno ao receber apoio aberto do Edir Macedo no seu blog, e aprender com isso.

São Paulo deu a resposta aos evangélicos nas urnas.

Ao se aliar com o Silas Malafaia, vai seguir o mesmo caminho, e novamente as urnas vão dar o recado que o bom-senso não foi capaz de ouvir.
Anônimo disse…
Nem meu porque eu achei tudo isto um oportunismo desnecessário dele.
Cláudia Mahyrá disse…
HOJE li isso:

Qual a diferença de um líder religioso que induz seu seguidor crer no fim do mundo para o que induz seu seguidor a votar ou não em um candidato?

Warner disse…
Não ha diferença.
Anônimo disse…
Pior que isso Malafaia é do Rio e quer se intrometer em uma eleição em SP! ISSO É PIADA?

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=476980345657377&set=a.447533941935351.100192.139623546059727&type=1&theater
Anônimo disse…
Mas não era isso o que a Folha queria?

Me lembro do santinho conta a Dilma distribuído pelo Bispo de Guarulhos, este movido talvez por influência divina.

Me lembro também de uma igreja tombada, que foi destruída pela enxurrada provocada pela abertura das comportas de uma hidrelétrica de administração estadual, talvez pela mesma influência divina novamente.

Agora esse santinhos contra mensalão e kit gay, em ataque à candidatura do Haddad, que há uma grande chance de ter sido requisitada pela mesma influência divina.

Mas o que realmente importa é que em nenhum desses casos foi PSDB, ou DEM, ou o próprio Serra quem requisitou tais ações. Foi tudo a mando de uma influência divina.
Anônimo disse…
http://www.chargeonline.com.br/php/charges/aroeira2.jpg
Anônimo disse…
É isso que me revolta em qualquer político: o oportunismo!
Ao invés de se preocuparem com a cidade e seus problemas, só procuram meios de conseguirem mais votos prometendo privilégios a certos setores com mais eleitores em detrimento do bem de todos. Como um político desses merece meu voto?!
Por isso eu penso que o voto nulo não é atestado de burrice, e sim um protesto. Além do mais, se não vejo nenhum dos dois como merecedores do meu voto, por que tenho de votar em um deles?

(Meu comentário é num contexto geral, numa hipotética falta de preparação dos dois candidatos, até porque não voto em São Paulo)

Winston Smith
Anônimo disse…
Também não sou de São Paulo, mas vejo o Haddad como um mantenedor de direitos e estado Laico, no entanto é triste vê-lo em um partido com tantos problemas éticos.
Anônimo disse…
O José Serra, conhecido como Zé Bolinha ou Serrarojas, como já diz o próprio apelido, é capaz até de mandar alguém atirar uma bolinha de papel na careca dele e fingir ter sido alvejado por uma pedra grande e pesada ou um torpedo atirados por petistas ou militantes gays-ateístas-secularistas inconformados com sua 'santidade' e 'beatice' na aproximação junto aos conservadores canalhas da crentalhada. Serra é um oportunista barato e descarado que não almeja a prefeitura de SP, mas usá-la como trampolim para chegar ao governo do estado ou à presidência da república. Um político decaído e decadente que merece ser esquecido.
Anônimo disse…
http://sul21.com.br/jornal/2012/10/nao-respondo-ao-submundo-da-politica-diz-haddad-sobre-silas-malafaia/

http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2012/sp/sao-paulo/noticias/0,,OI6223103-EI20654,00-Apesar+de+alianca+Serra+tenta+se+desvincular+de+pastor+Silas+Malafaia.html
Anônimo disse…
O Serra nao e evangelico, voce esta enganado. Bandido são aqueles do partido do mensalão, isso sim um perigo.
Anônimo disse…
Culpados todos são porem não pretendo ajudar a ter um talibã evangélico no poder! Já temos desgraças em demasia não precisamos de mais essa. Pp devo eu ajudar para que esses teocratas fundamentalistas consigam o Kit Evangélico em SP? Pq devo eu aceitar que um pastor do Rio venha se meter nas eleições em SP? PQ devo eu permitir que o bandidismo religioso se espalhe ?
Anônimo disse…
Apoio de malaveia é recorde de rejeição na certa. Tanto que o safado do serrote já que se desvincular da imagem do pastor picareta malapilantra.
Anônimo disse…
Mensalão nunca foi exclusividade deste ou daquele partido, tanto que existe o mensalão do DEM e do PSDB. Não esqueça do esquema CORRUPTO de privatizações do governo do tucano FHC COMANDADO PELO SERRA. Simplesmente O MAIOR ESQUEMA DE ROUBALHEIRA DA HISTÓRIA DESTE PAÍS. MAS JOGAR SUJO É BEM A CARA DO BANDIDO, CHARLATÃO, ESTELIONATÁRIO E INCITADOR DE ÓDIO MALAFAIA E DE SEU CANDIDATO TUCANO.
Anônimo disse…
çerra quer se desvincular do belzebu malacheia? É só ir na reunião de descarrego,desendemonização e descapetamento da IURD para se livrar do capeta gay enrustido anti-gay malafeta!
Juca Pato disse…
Podia ser pior!

Serra foi tratado de forma BRANDA no editorial.

A Folha é o Jornal que:

1) Em agosto de 2008 foi condenado a indenizar, em 250 mil reais, um advogado, por tê-lo retratado em uma fotografia que ilustrava a matéria "Bairro de São Paulo atrai vizinhança homossexual", em insinuação de se tratar de público gay. A imagem foi publicada no caderno Cotidiano e fazia referência aos gays “de armário” que agendavam encontros noturnos pela internet;

2) Em março de 2010, foi condenada, juntamente com a jornalista Eliane Cantanhêde, a pagar 35 mil reais ao juiz Luiz Roberto Ayub a título de indenização por danos morais. A ação iniciou-se em 2008, após a publicação do artigo "O lado podre da hipocrisia", em que Cantanhêde, reproduzindo uma afirmação que atribuiu à então ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sugeria prevaricação e parcialidade do Magistrado no Caso Varig;

3) Em abril de 2010 foi condenado a pagar indenização de 50 mil reais ao blogueiro Luis Favre, ex-marido de Marta Suplicy, por ter publicado a seguinte declaração do Jornalista Cláudio Humberto: "espécie de 171 da esquerda, é um trotskista com insuperável confusão mental e professor de Deus, tipo ‘sabe-tudo’. Com a lábia de um vendedor de enciclopédia e insinuante como um dançarino de tango, ele é tudo o que o bom senador Suplicy não é: um ‘cachorrão´";

4) Em junho de 2010 foi condenado a pagar indenização de 18 mil reais a uma mulher, citada em um artigo do jornalista Élio Gaspari, publicado em março de 2008, como participante de um atentado a bomba contra o consulado dos Estados Unidos em São Paulo, ocorrido em março de 1968. Ficou provado que ela se encontrava fora do país na época do incidente;

5) Em 17 de fevereiro de 2009, num editorial criticando o governo de Hugo Chávez da Venezuela, o jornal se referiu à ditadura militar brasileira como uma "ditabranda". O caso rendeu reclamações de leitores, cuja indignação foi taxada, pelo jornal, de cínica e mentirosa;

6) Foi referido em uma reportagem da Rede Record, com provas, como tendo ligações com órgãos de repressão da Ditadura;

7) Em 5 de abril de 2009, publicou uma ficha falsa policial de Dilma Rousseff.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Folha_de_S._Paulo

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/folha-publicou-ficha-falsa-de-dilma

Editorial 7/4/2009 - Jornal da Record: http://www.youtube.com/watch?v=1fsPfr6TvUQ
Anônimo disse…
Este pastor é um dos personagens mais cara de pau da atualidade. Posa de bom samaritano mas seu comportamento arrogante mostra o seu verdadeiro interior. Acredito que quando alguém está carregado de julgo, de trevas dentro de si não precisa fazer mto para desmascarar, a própria pessoa acaba se queimando. Daria para escrever um livro com todas as bizarrices que este cara já falou. Quem só perde com essa situação é o Serra. Acredito que ele não tenha se envolvido com esse homem guiado pelo "espírito de cruzados medievais" (mto boa a colocação) por sua vontade.. acredito que tenha sido mais um surto de alguém que perdeu a noção da realidade! Perda que o fez acreditar que representa o eleitorado evangélico. Conheço diversos evangélicos, inclusive minha namorada e seus pais são. A única pessoa que me disse que malafaia era uma pessoa que digamos assim ''se possa confiar'' foi um rapaz que trabalhava comigo no banco, ele contribuia com a igreja desse sujeito mas msm assim dizia q ele era mercenário. Este rapaz tem mais de 30 anos de igreja batista e uma vez ele me disse q se Jesus estivesse na Terra ele não estaria em nenhuma igreja. Gostaria de entender pq msm alguns crentes tendo consciência da hipocrisia q é o sistema que estão presos não tem personalidade suficiente para se libertar. Talvez seja por consideração a família ou o meio social. Se toda a energia desperdiçada para cultuar um judeu, q não voltará para salvar ninguém, fosse utilizada em favor de melhorias para a humanidade, sem se valer do proselitismo, concerteza teríamos um mundo mais unido e melhor de viver. Acredito que os evangélicos em sua maioria são pessoas de bom coração, só precisam ser respeitados, ter contato com a diversidade, ter uma vida digna para que possam se libertar de um dos sistemas mais cruéis já criados pelo homem.
Ombudsman explica disse…
A Folha de São Paulo não gosta de evangélicos e de quem contraria a agenda gay, que o jornal apóia.

Aliás, a Folha é repleta de gays trabalhando lá, usando o jornal como panfleto político de sua causa.
Anônimo disse…
No final é tudo a mesma coisa, quem quiser que vá trabalhar e estudar e correr atrás, esse ou aquele é tudo a mesma porcaria, muitos outros mensalões existem espalhados ai pelo país e existirão, é fim dos tempos, a palavra de Deus é infalivel.
Michelle disse…
Ombudsman

Vc não esqueceu de colocar o seu chapeuzinho de alumínio hj, né?

-------- Busca neste site