Tribunal da Alemanha julga como crime circuncisão de ritual religioso

circuncisão religiosa
A mutilação faz parte dos rituais judaicos e islâmicos
O Tribunal Regional de Colônia, Alemanha, equiparou a circuncisão de crianças a crime de ofensa corporal. A prática faz parte de rituais judaicos e islâmicos. 

Dieter Graumann, chefe do Conselho Central dos Judeus na Alemanha, reagiu com ênfase à decisão, embora ela não tenha validade nacional, além de caber recurso. Em nota, Graumann pediu a intervenção do Parlamento Federal para garantir a liberdade religiosa.

“[A circuncisão] é parte integrante da fé judaica praticada há milênio”, disse. “Proibi-la é ultrajante e insensível, porque se trata de um direito respeitado em todos os países do mundo.”

O Tribunal emitiu a sentença a propósito de um garoto muçulmano de 4 anos que deu entrada em 2010 em um hospital com sangramento após vários dias de sua circuncisão. A Promotoria levou o caso à Justiça, acionando o médico responsável pela intervenção.

Judeus e muçulmanos se unem contra veto alemão à circuncisão.
12 de julho de 2012

A Justiça de primeira instância julgou que a circuncisão é uma decisão que cabe aos pais. A Promotoria entrou com recurso no Tribunal Regional, que inocentou o médico, mas considerou a circuncisão uma lesão corporal contra a qual as crianças devem ser protegidas.

Para os juízes, esse ritual religioso pode ser realizado em adultos, porque estes têm poder de discernimento e podem decidir se querem ou não a mutilação.

Holm Putzke, professor de direito penal e defensor da proibição da circuncisão involuntária, disse ter a expectativa de que a sentença do Tribunal de Colônia leve a Alemanha a questionar a liberdade religiosa, se ela está ou não acima do direito das crianças de não terem seus órgãos genitais mutilados.

Em 1999, o Tribunal Superior do país decidiu a favor da liberdade religiosa em um caso envolvendo abate islâmico, com sofrimento do animal.

Com informação das agências.

Circuncidar criança é procedimento 'bárbaro e estúpido', diz Crowe.
junho de 2011

Americana faz circuncisão bíblica e quase mata bebê.
abril de 2011

Comentários

  1. A criança não teve direito de escolha. Ela nem sabe que é de uma religião ou de outra. Por isso, proibir não fere liberdade religiosa alguma; o que fere liberdade religiosa é os pais imporem a uma criança pequena essa religião e esses rituais de mutilação. Cadê a liberdade da criança?
    Além disso, pelo que li, esse hábito foi incorporado à religião, mas não tem motivação religiosa. Era porque, na época, retirar o excesso de pele facilitava a higiene de quem vivia no deserto sem água para droga nenhuma, evitando doenças. Mas para que as pessoas ignorantes fizessem o procedimento, os líderes usaram religião como desculpa, para que não questionassem. Mas na verdade era uma questão de saúde pública.
    Então hoje, essa prática é totalmente inútil. Não existe motivo algum para isso, além de ter virado uma tradição besta, tradição que nem é uma "ordem divina" ou algo do tipo.
    Tem que proibir sim. Se fossem adultos que fizessem voluntariamente, que seja. Cada um que faça o que quiser com o próprio corpo, por mais que seja idiota. Mas em crianças indefesas que não têm chance ou sequer discernimento para escolher, e um absurdo.
    Não gostou? Volte para o deserto onde todo mundo acha isso legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou besteira,seu ateu mal-informado...a circuncisão não foi pelos motivos que voce disse e sim motivação religiosa,pelo menos no judaismo...veja isso seu preconceituoso:

      Genesis 17.10: Esta é a minha aliança, que guardareis entre mim e vós, e a tua descendência depois de ti: Que todo o homem entre vós será CIRCUNCIDADO.(grifo meu).

      Depois isso virou lei religiosa e civil em Israel,é só ler o livro de levitico.

      Pesquise antes da falar besteira.

      Excluir
    2. Ah sim, porque nada nunca foi adicionado a nenhum livro mágico religioso por conveniência na época, certo? Nenhum deles nunca foi alterado, com coisas sendo tiradas, adicionadas ou mau traduzidas, certo?
      Além disso, também é uma prática islâmica, e o livrinho deles é diferente. Sabia dessa?

      Excluir
    3. O Antigo Testamento é praticamente o mesmo para judeus, muçulmanos e cristãos. Só que cristãos não o têm como norma (pois o Novo Testamento lhe é superior), e judeus sim.

      Excluir
    4. ERRADO...voce esta delirando,seu falacioso...me mostre uma fonte segura que prove que a Torá foi adulterada,adicionada...mas mostre uma fonte que tem erudição em hebraico e aramaico.Se voce percebeu a materia começa falando sobre judeus!

      Entendeu? ou quer que eu desenhe!!

      Excluir
    5. A religião não esta acima da integridade física de uma criança. Isso vale para a transfusão de sangue, e a mutilação genital de meninos e meninas.

      Excluir
    6. Falacioso é você, caro crentinho, que para começo de conversa, alega coisas que não têm embasamento em evidências. Esses livros foram tão alterados quanto todos os outros livros com séculos e séculos de idade que passaram por várias reedições e traduções; além disso, eles não servem como base para argumento algum. Dizer que tal coisa é certa ou errada porque está escrito na Bíblia, no Corão, no Torá, onde quer que seja, é a mesma coisa que dizer que tal coisa é certa ou errada porque está escrito no Pequeno Príncipe, em Harry Potter ou em Moby Dick.
      E a matéria fala de circuncisão, que é uma prática tanto de judeus quanto de muçulmanos; a lei afetará ambos. Mas quem se pronunciou contra foram os judeus, o que não quer dizer que os muçulmanos não estejam envolvidos.
      Pare de espernear e vá vomitar suas asneiras sobre como é legal mutilar bebês porque um velho mágico mandou em outro canto.

      Excluir
    7. Esse Ariel é muito mal informado mesmo!! tem de ver o que é veio primeiro a lei ou a religião!! por exemplo foi proibido "religiosamente" comer carne de porco quanto na verdade foi por causa de sude publica pensa bem naquele calor escaldante do deserto comer carne de porco ia dar uma desinteria colossal no povo ai inventaram que deus tinha proibido é só ver o próprio livro de Levíticos citado pelo colega!! é tudo regra natural que virou regra religiosa !!

      Excluir
    8. Ariel, qual a finalidade deste ato no qual a criança tem seu prepucio amputado ?
      Por favor não me leve a mal sou apenas um ateu que não ve utilidade nesta barbarie.

      Excluir
    9. Cade a fonte ateuzinho?falacia,pura falacia...não tem argumentos e depois apela...a questão não é se a biblia é certa ou errada,mas que voce falou sem conhecimento ao dizer que a circuncisão na época era retirar o excesso de pele e que facilitava a higiene, evitando doenças.Certa ou não a biblia refuta isso,e foi ordem Divina sim,pois o verso que eu escrevi no outro comentario,é Deus falando para Abraão.Quanto a voce,Elieser,nem vou responder,pois voce é bem fraquinho em biblia e não sabe argumentar.

      Excluir
    10. Warner,

      A circuncisão é um sinal entre Deus(Javé) e a nação israelita como aliança.

      Excluir
    11. "e foi ordem Divina sim"

      E com isso você se afundou, pois para que sua afirmação tenha algum valor, você tem que antes provar que seu deus existe, o que você não fez, nem é capaz de fazer.

      Excluir
    12. Não fuja do assunto,a questão não é provar se Deus existe ou não,e sim que a circuncisão é um principio religioso...Se Deus existe ou não é problema de cristãos e judeus,se cremos ou deixamos de crer,problema nosso.Voces ateus são todos iguais,quando não tem argumento,começam escapar pela tangente.Quando as autoridades alemãs rechaçaram o ato,não ficaram dizendo para os judeus provarem que Deus existe em fazerem a circuncisão.Isso só existe nas cabeças ocas dos ateus que não respeitam a liberdade dos outros.

      Excluir
    13. Não, você é que está fugindo. Uma hora diz uma coisa, outra hora diz outra.
      Primeiro veio me pedir evidências. Mas quando o mesmo é pedido a você, diz que não precisa dar.
      Se diz o conhecedor do seu livrinho mágico, mas não sabia que muita coisa foi adicionada bem depois e explicada como sendo divina unicamente para que o povo obedecesse.
      Fala em liberdade, mas está pouco se lixando para a liberdade das crianças que não têm liberdade de escolha.
      Você se contradiz o tempo todo. Grande novidade, vindo de um religioso fanático.

      Excluir
    14. Evidencias que voce não refutou,pois não me mostrou um fonte segura sobre o que vc disse,ou seja,vc esta no achismo ateu de sempre.Este ato religioso é feito há milenios,e só agora vem falar de liberdade de crianças?Ja que respeita tanto a liberdade de crianças,vai nas aldeias indigenas dizer aos indios para não furar orelha,labios e etc das crianças indigenas!Fala para todas as mães não furarem orelhas de crianças para porem brincos!E vc respeitaria seu filho,se tiver é claro,se um dia ele te dissesse que quer ser cristão?Se a resposta for sim,voce é hipocrita,e isso é pior que fanatismo!

      Excluir
    15. "não me mostrou um fonte segura sobre o que vc disse"

      Uhum, fonte segura é com certeza um livro escrito por mendigos do deserto de séculos atrás que sabiam tuuuudo sobre o mundo em que viviam. Tudo que eles diziam saber é muito mais confiável do que qualquer coisa que nós saibamos hoje, sem dúvida.

      "achismo ateu de sempre"

      Essa foi a coisa mais sem sentido que li o dia inteiro. É tão absurdo que nem sei por onde começar.

      "Este ato religioso é feito há milenios"

      E olha só o cara que gosta de falar de falácias usando o Argumentum ad Antiquitatem...

      "e só agora vem falar de liberdade de crianças"

      Lógico que só agora eu vim falar da liberdade das crianças, milênios atrás eu não estava vivo para dizer nada. Dãã.

      De resto, só sobrou mimimi fanático... Você é bem triste, sabe.

      Excluir
    16. Voce é tão ridiculo que não fala coisas com coisas,pois diz coisas sem nexo,e não mostrou quem diz que a tora é um livro adulterado...e vem falar de mendigos do deserto!!kkkk...vc até que é engraçado.
      Não me diga que vc não viveu a milenios atras!que coisa,não!!.
      Mas voce vive hoje...então porque não vai as sinagogas e diz para os judeus que eles são massacrantes no seu ato com as crianças?já que vc é defensor das criancinhas!!
      Quanto as outras questões,vc não respondeu porque não tem argumento.Será que não é mimimi ateu ignorante?Vc errou,ateu teorico,sou muito feliz....mais agora então em ver um ateu embaraçado na sua fala.Num viveu ha milenios atras....kkkkkkk...essa foi boa!!

      Excluir
    17. Vai lá, sr. Pombo Enxadrista, seja feliz no seu mundinho...




      Foda esse pessoal que deturpa a realidade para não ver as besteiras que diz...

      Excluir
    18. Calma ariel pequena sereia, nao tire as calças pela cwbeça. Leia os livros de bart erhman se quer fontes sobre adulteracao da biblia, e consequentementd da torah

      Excluir
    19. Ui,ui...agora ficou irritadinho...então é melhor eu ir embora!!Cuidado pra não sonhar que esta vivendo ha milenios atras e se encontrar com os mendigos do deserto e eles te mostrar o pintinho limpinho porque foram circuncidados!kkkkkkkkkkkkkkkk.

      Como dizem os ancoras de jornal:BOA NOITE!!

      Obs:pra não ter pesadelos esta noite,não coma muito,falou,super heroi das crianças!(putz...será que peguei pesado agora?!!)

      Excluir
    20. Vai lá, pombinho. Vai cagar nas suas estátuas e comer pipoca, que é a única coisa que sabe fazer.

      Excluir
    21. Bart D.Erhman é um desviado apostata que não tem autoridade para falar nada,pois não apresenta provas contundentes do que diz.Dizer que as escrituras não são verdadeiras porque não se tem acesso aos manuscritos originais é muito vago.É o mesmo que dizer que alguem não existe só porque se estragou ou perdeu o seu registro de nascimento.

      Excluir
    22. Bom, você também não pode provar que alguém existe sem mostrar uma foto, um documento, a própria pessoa, etc.
      Certo?

      Excluir
    23. E tambem não pode provar que ela não existe por estes mesmos motivos!

      Excluir
    24. Falácia da inversão do ônus da prova?
      Que original...

      Excluir
    25. Não...raciocinio mesmo...que onus de prova o que,rapaz! vira o disco...isso sim é falacia...falacia ateista,velha e carcomida pelo tempo!

      Excluir
    26. Está precisando rezar menos e estudar mais, amigo...

      Excluir
    27. Augusto: "Bart D.Erhman é um desviado apostata que não tem autoridade para falar nada,pois não apresenta provas contundentes do que diz."

      Avaaá, num brinca, esperava que ele fosse o maior bibliólatra cristão?! Então quer dizer que teólogos ou apologéticos cristãos não merecem credibilidade nenhuma, pois são "religiosos", portanto não são imparciais (sempre vão puxar a sardinha pro lado deles!).

      Excluir
    28. Essa é só pro Ariel, se é que ainda estará lendo.
      A sua primeira resposta já foi ofensiva, e de graça.
      Leia as respostas das outras pessoas logo depois, ninguém te ofendeu. Só depois de muitas besteiras que você falou que o nível teve que ser baixado.
      Você, como cristão, mostrou mais uma vez que vocês são intolerantes e cheios de ódio. Como você espera convencer qualquer pessoa a mudar de opinião? Aliás, o que você faz aqui?

      Excluir
    29. oh ariel, tá aqui sua fonte em hebraico confiável como vc pediu... http://www.olam-jew.com/shut/ulai-hatora-hishtanta.htm

      Excluir
  2. 1. A circuncisão já foi provada até pela ciência como grande contribuidora na luta contra o cancer na genitália e no combate a várias bactérias que ali se alojam, a maior prova disso é que mesmo sem praticar o judaísmo, vários brasileiros por exemplo não tem prepúcio igualmente aos judeus.

    2. Chamar uma cirurgia de multilação é bem tendencioso, transfusão, cirurgia e transplante também são multilações vai proibir também a retirada de amidalas, de pulmão, de apendice e etc?

    3. Se a circuncisão, "cirurgia de fimose" para outros, não tivesse carater religioso, só cientifico e higienico DUVIDO que agora fosse vitima dessa chacota.

    4. A circuncisão dos judeus é feita aos 8 dias de nascido, vejam casos na mídia de mortes por isso ou mesmo os islâmicos que se multiplicam aos montes, acontece uma matalidade e gera esse caos, mas cadê as mortes pela incompetência dos médicos e negligência? Esses a "ciência" não cita?

    5. Já falei que o ateismo está a beira de se tornar uma "religião", deixará de ser o fato de não ter crença e não quer em metafísico, pra ser a CRENÇA de provar que o metafísico não existe e que todos devem "se libertar" através de muito estudo e oração e blah blah...

    Lastima, ateismo com pessoas centradas está ficando tão raro, quanto religiosos centrados que respeitam as diferenças!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A circuncisão feita em um ambiente próprio (como hospitais ou clínicas), com todo material higienizado, com aplicação de anestesia e todo os cuidados médicos necessários até pode ser aceito (no meu caso, não pela religião, e sim por indicação médica).

      Mas Sabemos que nem todas as circuncisões são feitas assim. Querer comparar transplantes de órgãos e retirada de amídalas com a circuncisão é besteira, pois nunca ouvi um relato de uma retirada de amídalas sem anestesia, ou transplante de rim com o paciente acordado.

      Um religioso fanático não vê mal algum em entregar seu filho recém nascido em uma cerimônia de "aliança de circuncisão" para que seu prepúcio seja extirpado com uma faca, sem anestesia alguma, pois a sua religião lhe assegura que esta é a coisa certa a fazer.

      Já eu, se por indicação médica tivesse que circuncidar um filho, o levaria para um hospital e o entragaria nas mãos de um bom médico, para que tratasse do assunto como deve ser.

      Quando a ciência garante que a circuncisão é benéfica para a saúde, ela não diz que você pode fazê-la em casa, usando uma faca, no meio de um ritual religioso.

      Excluir
    2. "A circuncisão já foi provada até pela ciência como grande contribuidora na luta contra o cancer na genitália e no combate a várias bactérias que ali se alojam"

      Tomar banho regularmente também resolve.

      Excluir
    3. Eu entendi deus fez o pênis errado e depois mandou concertar , mutilando-se com facas no deserto??

      Excluir
    4. Água e sabão resolveriam tudo isso sem necessidades de mutilações.

      Excluir
  3. Mutilar uma criança, que é incapaz de decidir por si própria, deveria ser crime em qualquer lugar do mundo. Por que não esperam a criança crescer e decidir por si própria ser quer ou não ser circuncidada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque ate la ela ja pode ter contraido uma doença. SE vc acha que estou inventando, consulte qualquer medico. A circunsisão ajuda a evitar varias doenças tanto as sexualmente transmissiveis como outras originadas no proprio prepucio. Fontes medicas comprovam que homens circuncisados tem menos chance de contrair AIDS por exemplo

      Excluir
    2. "Fontes medicas comprovam que homens circuncisados tem menos chance de contrair AIDS por exemplo"

      Wait, what?
      Que médico que disse isso, aquele do vilarejo do Borat?

      Excluir
    3. Urologistas formados em faculdades de medicina, se duvida, consulte algum e ele te confirmará. È uma operaçao segerida por varios médicos, se informe, ok ?

      Excluir
    4. No que diabos isso diminui as chances de se pegar AIDS? Fez sexo sem camisinha, pronto.
      Pare de inventar bizarrices completamente sem sentido para justificar suas crenças esquisitas.

      Excluir
    5. Peraí ... mas na sua bíblia não diz que a circuncisão é para evitar doenças sexualmente transmissíveis, né? Essa sua desculpa esfarrapada não cola.

      Excluir
    6. Não, a Bliblia não diz isso, quem diz isso são os medicos. To falando isso para mostrar que nesse caso pelo menos, esse ritual não faz mal, mas ajuda na saude. É isso.

      Excluir
  4. O deus judaico islâmico com suas manias estranhas psicoticas ,até sentir o cheiro de animais queimado o tal ai gostava. Vai saber que tipo de tezão gera a mutilação no deus judaico islâmico cristão. EU HEIN.

    ResponderExcluir
  5. Cirurgia para a remoção do "excesso" de dedos, removendo os dedos dos pés nas crianças, elimina os perigos de unhas encravadas e também o surgimento de câncer nos dedos extraídos!!!

    Legalize Jah!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou merda cara. O dedo é necessario para inumeras coisas ja o prepucio não e ainda por cima pode ocasionar v arias doenças tanto é verdade que muitos medicos recomendam essa operação, pode perguntar a qualquer urologista.

      Excluir
    2. Pare de inventar desculpas, simplesmente admita que é um fanático que aceita as coisas fazendo sentido ou não.

      Excluir
    3. Não estou inventando desculpas estou apenas repetindo o que os medicos urologistas dizem, se acha que eu estou inventando, fale com um. Quando vc diz que a circunsicao nao faz sentido voce não esta indo contra mim mas esta indo contra a ciencia médica.

      Excluir
    4. Poderia então citar fontes, ou ao menos listar que doenças são essas? Simplesmente dizer "causa doenças" é vago demais.
      E mais uma vez, repito; a única diferença que o prepúcio pode causar para uma doença é se for uma causada por falta de higiene. DST não tem nada a ver com isso.

      Excluir
  6. Isso também impediria possíveis fraturas a estes dedos ao longo da vida, sem contar que é "ecologicamente correto", já que estimularia o uso de calçados menores, evitando o desperdício de matéria prima!

    ResponderExcluir
  7. O quê? Tiram o prepúcio do menino em seco??? Loucura! Eu é que não deixaria fazer isso um filho!

    ResponderExcluir
  8. Qualquer sociedade civilizada respeita a liberdade religiosa. Ok.

    As religiões possuem mitos e ritos. Alguém já disse que o rito fortalece o mito. Ambos vêm das tradições. Tudo bem.

    A pergunta que se deve fazer é: até que ponto deve-se manter uma tradição?

    Uma possível resposta seria: até o ponto em que ela não se adeque mais a sociedade.

    Tradições nascem e morrem como qualquer outra coisa.

    ResponderExcluir
  9. Isso sem contar o risco de perder o pênis!Infecção,sangramentos,perda de sensibilidade..Mesmo sendo feita em um hospital,ainda é uma cirurgia,e como tal,envolve riscos.

    LEGALIZE JAH!!

    ResponderExcluir
  10. Aborto, direito reprodutivo27 de junho de 2012 17:25

    A solução é matar o menino antes de nascer. Assim, a circuncisão torna-se desnecessária e a polêmica se encerra.

    ResponderExcluir
  11. Esse costume barbaro, teve inicio com a falta de higiene tipica daquela região, a qual os povos por desconhecimento das bacterias, não praticavam.
    Claro que uma regiao anatomica sujeita a acumulo de sujeira deveria gerar muitos problemas de saude publica. Mas atualmente é desnecessario a sua amputação e o tal prepucio ainda serve de proteção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que serve de proteção o que ? Ao contrario, aumenta a chance de diversas doenças tanto naturais do proprio prepucio como as doenças sexualmente transmissiveis, se nao acredita, consulte um urologista e ele te dirá.

      Excluir
    2. Não é engraçado que, pela sua lógica, culturas onde a prática da circucisão não são comuns (tipo assim, a nossa), essas doenças deveriam ser extremamente comuns. Tão comuns, que alguém já teria se tocado da causa, com todo mundo ficando doente o tempo todo.
      Nunca tive nenhuma doença dessas. Nem nunca ouvi falar de alguém que tivesse. Vai ver porque aqui, todo mundo toma banho com frequência.
      Se não é assim onde você mora, o problema não é o prepúcio, é ser porco.

      Excluir
    3. HAHAHAHAHAHA ... Boa, Israel!

      Excluir
    4. Esse costume teve inicio COM QUEM? ONDE?QUANDO?islamicos ou judeus?vc foi muito generico!Costume barbaro!É uma incisão bem pequena,retira apenas uma pele.Depois de feita,não se coloca nenhum metal e a recuperação é bem rapida,ao contrario de mães que furam orelhas de criancinhas indefesas e colocam metal,vindo com isso inflamações,dores,etc.Depois chega alguem pra mãe e diz:-Que criança bonita e que brinquinho lindinho!Só não sabe que a pobre criancinha ficou sofrendo varios dias com muitas dores!

      Excluir
    5. Israel Chaves,

      Como vc é ridiculo...quem disse que doenças sexualmente transmissiveis são incomuns?Aloô..que mundo vc vive?....essas doenças são muito comum,principalmente onde se tem pouca informação acerca do assunto!

      Excluir
    6. Doenças causadas pela presença do prepúcio.
      Você é analfabeto funcional, pelo visto... Mas não é surpresa alguma, devido a quantidade de besteiras que já disse.
      DSTs são causadas por sexo sem camisinha, não por uma pele a mais ou a menos. Vai estudar, vai.

      Excluir
    7. Voce que é analfabeto,eu não to discutindo que circuncisão protege alguem destas doenças,eu só disse que DST é muito comum,rebatendo o que vc disse quando falou que elas são incomuns.
      E voce vai aprender coordenar suas ideias,burrinho!

      Obs:quem disse as 18:13 e agora é outro anonimo e não o das 19:07 de ontem.

      Excluir
    8. Anônimo troll ignorante, leia o post do primeiro anônimo troll ignorante e, com bastante esforço (já que sua interpretação de texto é péssima), vai entender perfeitamente.
      Se não conseguir, peça ajuda para alguém que tenha terminado a quarta série e ele te explica.
      Outra dica; tome banho.
      Vocês defensores da circuncisão tem tanto medo das doenças causadas "por causa do prepúcio", mas já disse e torno a repetir; isso é falta de higiene. Um bom banho resolve.
      Já DSTs, só camisinha, amiguinho. Não adianta espernear, que é assim que funciona.

      Excluir
    9. Pesquisas medicas mostraram que a incidencia de DST´S em algumas populações na Africa é maior entre homens que não foram circuncisados do que aqueles que foram (em alguns lugares de la ha muitos homens que fazem circuncisão por causa da influencia islamica). Antes que vc diga que sou fanatico quero dizer que nao sou muculmano.

      Excluir
    10. Mostre a fonte dessa sua informação, então.
      Vocês adoram dizer que "médicos disseram isso, méeicos disseram aquilo", mas não mostram nada consistente...

      Isso parece desculpa esfarrapada para se convencer de que é legal ter um pau sem pele, desculpa para não tomar banho e desculpa para transar sem camisinha.

      Excluir
    11. As desculpas desses pró-mutilação são do pirú, viu.

      "Previne doenças" Água e sabão também. Remoção do coração também previne doenças, como ataque cardíaco, infarto, câncer, etc.

      Dêem-me uma razão médica para uma criança ter seu prepúcio removido sem anestesia e ter o pênis sugado por um mohel.

      O mais triste é que essas mesmas pessoas se opõe ferozmente à mutilação genital em meninas. Dois pesos, duas medidas.

      Excluir
  12. Esse deus abraâmico tem uma fissura pelo bilau alheio que vou te dizer...

    E os livros que ele supostamente "ditou" são altamente misóginos.

    Ou seja, o deus de Abraão não passa de uma bicha louca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus pode ser bicha o que não seria defeito desde que existisse algum deus é claro. E fazer deuses machões pra copular com ele e passar óleo no seu corpo fantasmagorico amaterial. Ka.ka.ka

      Excluir
  13. Uma coisa que não dá pra entender é como cortar um pedaço do pinto pode ser algum tipo de "aliança"? O pessoal não se dá conta de que isso é ridículo, sem lógica nenhuma?

    Quer dizer que um judeo ou muçulmano vai ter a bunda queimada no inferno se não mutilarem o pinto? Deus não gosta de gente com o pinto "inteirinho"? Por quê isso, gente?

    Pensei por dois segundos o quanto isso é sem sentido: Cortar um pedaço do pinto para fazer uma aliança com um ser mitológico? CADÊ A LÓGICA NESSA PORRA?!

    Só religião mesmo pra ter tanta cisma com orgãos sexuais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai nas sinagogas ou mesquitas e diz isso pra judeus e islamicos,seu preconceituoso.É facil dizer isso no conforto de casa,vai lá....vc diz o que quer pra cristão e ha tolerancia....quero ver vc dizer isso na cara dum muçulmano,seu bichinha bundão!

      Excluir
    2. Luan, segundo estudos de medicos urologistas, a circunsisão ajuda a diminuir o risco de varias doenças que surgiriam se ainda tivesse o prepucio. Por esse motivo muitos médicos recomendam que se faça essa operação. Se acha que eu estou inventando essa estória consulte um medico e ele te dirá.

      Excluir
    3. Alan, eu sei disso. Não estou questionando isso. O que estou questionando é cadê a lógica por trás de que cortar um pedaço do pinto pode ser algum tipo de aliança com algum ser sobrenatural. Isso não faz nenhum sentido, pelo menos pra mim.

      E Arabesco, não sou obrigado a falar na cara de ninguém, mas se eu quiser eu falo, porque ao contrário de certos alguns aqui, não sou hipócrita. Não tenho muçulmanos e judeos no meu círculo de amigos. E ao contrário de certos anônimos multifaceados covardes, meu comentário e minha cara estão aí pra quem quiser ver, inclusive muçulmanos e judeos. Se eles se sentiram ofendidos, problema é deles, porque é o que eu penso e não retiro nem uma vírgula. Liberdade de expressão, lembra?

      Também não sou obrigado a respeitar ideias ridículas e sem pé nem cabeça. Se acha que sou preconceito, que pena, porque todo mundo é, e isso inclui você, que me chamou de bichinha.

      Excluir
  14. O procedimento com motivação religiosa é realmente abjeto. Mas a circuncisão (masculina, e não aquela mutilação genital feminina) tem sido recomendada por diversas organizações médicas, inclusive a ONU, como preventivo para DSTs e AIDS, inclusive alergias e irritações decorrentes do uso constante de camisinha. O que pode ocorrer com o mais higiênico dos homens. E a circuncisão feita em adultos é um procedimento de recuperação complicada, além de esteticamente agressiva.
    A questão ali é a imperícia médica, a falta de responsabilização médica covardemente escondida pela motivação religiosa.
    A circuncisão se tornou nos últimos anos um debate científico, e ver ateus ignorarem isso só pra passar recibo é patético.

    ResponderExcluir
  15. Eu não sei qual a base para se afirmar que a circuncisão sirva como prevenção contra AIDS,duvido,pela questão da higiene até acredito, embora hoje seja desnessário, pelo menos na nossa sociedade.
    Quanto a sua prática, penso que pelo menos, caso os judeus queiram manter sua "aliança", poderiam pelo menos atualizarem-se, se no passado essa operação era feita no deserto, sem qualquer profilaxia, hoje dispôe-se de outros meios, o rabino poderia usar um anestésico, uma pomada antibiótica(imagino que ja se use), não há razão para se expor uma criança a um sofrimento apenas para seguir uma tradição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "ONU recomenda circuncisão masculina contra aids" :: http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1512823-EI298,00.html

      É uma questão controvertida.

      Excluir
  16. Deus come a pele do pênis mutilado.

    ResponderExcluir
  17. Integridade física deve sempre estar acima de ordens divinas ¬¬

    ResponderExcluir
  18. Do Corriere della Sera, em 29-06-2012.

    Circuncisão é crime: a raiva de judeus e muçulmanos alemães

    A tese paradoxal de Abraham Yehoshua é a de que a religião tornou os judeus menos criativos porque, "de manhã à noite, era preciso pensar no que era lícito ou não". É muito provável, no entanto, que um leigo convicto como o grande escritor israelense também tenha acolhido com perplexidade a notícia de que, para o tribunal de apelação de Colônia, na Alemanha, a circuncisão de uma criança é um crime a ser perseguido penalmente, uma lesão corporal que deve ser punida.


    Na Alemanha, vivem quatro milhões de muçulmanos e cerca de 100 mil judeus. Segundo as estatísticas de 2007, 10,9% dos jovens do sexo masculino até os 17 anos haviam sido circuncidados. Esses números explicam por si sós o impacto que uma sentença como essa pode ter. Ela não é vinculante, mas estabelece um princípio ao qual outras administrações alemãs poderiam decidir se adequar. "Ela terá o efeito de ser um sinal, voltado sobretudo aos médicos", dizem advogados.

    O Conselho Central dos Judeus Alemães definiu a decisão da magistratura de Colônia como "uma intrusão dramática e sem precedentes sobre o direito à autodeterminação das comunidades religiosas". O presidente do Conselho Central dos Muçulmanos Alemães, Aiman Mayzek, disse que "a liberdade religiosa é muito importante na nossa constituição" e acrescentou que a sentença é "inspirada por preconceitos e os reforça". Outro líder islâmico da Alemanha, Ali Demir, lembrou que a circuncisão "é uma prática inofensiva e uma tradição milenar e altamente simbólica".

    Um outro perigo é que tudo isso poderá criar um caso diplomático entre a Alemanha e Israel, ou abrir um conflito institucional na Alemanha. Reuven Rivlin, presidente da Knesset, pediu a intervenção do Bundestag, "porque, em uma democracia parlamentar, quem tem a última palavra é quem faz as leis". Talvez, em todo esse caso, bastaria um pouco de bom senso. Ou alguma palavra oportuna de um homem sensível e atento como o presidente alemão, Joachim Gauck.

    ResponderExcluir
  19. Religiosos, caem em contradição o tempo todo, se divulgam que o homem é a criação mais perfeita de deus, porque tem que corrigi-la, tirando um pedaço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário