Operação 'Carteira Santa' indicia evangélicos por uso de brasão

carteirinhas de autoridade eclesiástica
PF apreendeu  300 carteiras
de 'autoridade eclesiástica'
A Polícia Federal indiciou dois evangélicos de uma igreja de Belo Horizonte (MG) acusados de colocar o brasão da República em carteirinhas de “autoridade eclesiástica”. 

A lei proíbe o uso por terceiros desse símbolo, exceto os cartórios. O brasão só pode ser impresso em documentos oficiais.

Na operação batizada de “Carteira Santa”, agentes da PF apreenderam na igreja cerca de 300 carteirinhas. Não foi divulgado o nome dos suspeitos nem da igreja.

Após depoimento na superintendência da PF, os evangélicos foram liberados. Eles vão responder à Justiça por falsificação e uso indevido de selo oficial. Poderão pegar até seis anos de prisão.

Com informação das agências.

Moral cristã é disciplina obrigatória no colégio que fraudou o Enem.
novembro de 2011

Comentários

  1. Vão alegar: "perseguição dos agentes de Satanás"...

    ResponderExcluir
  2. Agora estão pretendendo dar uma carteirada santa?
    "Ocê" sabe com quem tá falando?

    ResponderExcluir
  3. Nenhum nomezinho prá gente 'maíá'?

    Charles

    ResponderExcluir
  4. Sifras maracutaia, erre erre xoares , pedir maiscedo, boiadeiro valdomir todos devem suas carterinha de "ôtoridadi" eclesiastica.

    ResponderExcluir
  5. Piada do ano. Autoridades em patifaria, isso sim.

    ResponderExcluir
  6. Carteira Santa, só faltava essa. Aonde que isso vai parar?

    ResponderExcluir
  7. Na repartição pública onde eu atendo é muito comum ver pastores com essas carteirinhas (eles compram no mercadolivre) exigindo passarem na frente da fila ou não pagarem taxa de autuação de processos administrativos. Eu mando pegar senha e ouço aquela gloriosa pergunta: "Você sabe com quem você está falando?", eu respondo: "Com o último da fila!". Eles ficam furiosos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que é bom, perguntou, manda a resposta.

      Excluir

Postar um comentário