Pular para o conteúdo principal

Evangélicos recorrem ao MP contra marcha da maconha de Recife

O deputado-pastor Collins é pré-candidato
 a prefeito de Jaboatão dos Gararapes
Liderados pelo deputado-pastor pelo PSC Cleiton Collins (foto), integrantes da Frente Parlamentar em Defesa da Família, da Assembleia Legislativa de Pernambuco, encaminharam pedido ao MP (Ministério Público) para que entre na Justiça contra a realização da marcha da maconha em Recife, no próximo dia 20.

Collins é pré-candidato a prefeito de Jaboatão dos Guararapes. Ele disse que é preciso impedir a manifestação em defesa do uso da maconha porque entende que esse “entorpecente funciona como porta de entrada para drogas mais pesadas, como o crack”.

O MP ainda não informou se vai acatar o pedido, mas provavelmente não, tendo em vista que em junho de 2011 o STF (Supremo Tribunal Federal), ao julgar uma ação proposta em 2009, liberou por unanimidade atos pró-legalização da maconha. Na ocasião, o ministro Celso de Mello, relator do caso, julgou que a livre expressão e exercício de reunião estão garantidos pela Constituição, nos quesitos das liberdades públicas.

Caso se confirme a realização do ato pela legalização da maconha, evangélicos de Recife deverão realizar no mesmo dia e hora uma marcha da família. Adversários de Collins afirmam que ele esta fazendo esse "barulho" com o objetivo de chamar a atenção para a sua pré-candidatura.

Supremo libera por unanimidade a marcha da maconha.
junho de 2011

Comentários

  1. Este cristianismo evangélico é tão bizarro que nem pra definir o que seria. Essas igrejas se intrometendo em todos os assuntos ,essas igrejas evangélicas que só pedem dizimos e toda aquelas encenações vazias e sem sentido. Se isto é cristianismo com certeza o cristianismo então nada mais é do que a subversão de certas pessoas a certos assuntos.

    Na bíblia você lê coisas do tipo . Aquele que não deixar pai e mãe não e digno de mim. Aquele que tentar salvar sua vida perde-la a. Esse povo que se dizem cristãos com mais um pouco de poder político acenderiam as fogueiras para queimar os hereges. Estão mais pra fascistas do que para o que seria cristãos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Refutando por partes:

      1. Você está generalizando os evangélicos.
      2. O cristianismo é seguir os ensinamentos de um homem que viveu a 2 mil anos atrás: Jesus Cristo, e os ensinamentos de seus discípulos e de Paulo. E esse ensinamentos nada têm a ver com o que muitas (mas não todas) igrejas evangélicas fazem.

      Excluir
    2. E continuando:
      3. Ateus, com um pouco mais de poder político, foram genocidas, vide Josef Stalin.

      Então não é uma questão de ser cristão ou ateu. É uma questão de que O SER HUMANO NÃO PODE TER PODERES ABSOLUTOS.

      Não importa se cristão, ateu, humanista, de esquerda, de direita, mulçumano, gay, hétero, homem, mulher, negro, branco, índio. Se der um pouco mais de poder, vão "acender foqueiras" para queimar os seus inimigos. É do ser humano.

      Excluir
    3. Claro que estou generalizando eu nada conheço nada de história. E o cristianismo era outro totalmente diferente podia te mostrar na bíblia todas as evidências do que eu estou dizendo mais não estou com saco pra isto. E sim poder político + religião não presta e se torna um governo fascista e opressor com criação de até um policiamento chamado de polícia moral . Lá no irã defensores dos direitos humanos são presos. E você sabe religião tem doutrinas e dogmas. E estas pessoas que você dizem que matou nenhuma delas matou por causa do ateismo e sim por causa das suas políticas e visões individuais distorcidas.

      Excluir
    4. O problema dessas pessoas que você disse não busca enfiar suas idéias a todos mais busca ser respeitados dentro de um todo. O que é bem diferente do que religiosos com poder faria a história e história com H maisculo não me deixa mentir .

      Excluir
    5. Este fasci-cristianismo não tem nem base bíblica que lhe de suporte.

      Excluir
    6. Wendel,

      Stalin não era um ateu que somado ao poder político se tornou um genocida, e sim um genocida com poder político que também era ateu.

      O ateísmo de Stalin somente influenciou no aspecto religioso de seu governo.

      A maioria dos evangélicos tem influência da sua religião em TODOS os aspectos da sua vida.

      Excluir
    7. Wendel, ateus rezam?
      Stalin rezava de acordo com seu guarda costas, logo não era ateu, provavelmente era deísta.
      Olhe o vídeo.
      http://www.youtube.com/watch?v=LnQx1as6160

      Se vc puder culpar os governantes ateus que não mataram em nome do ateísmo, e sim em nome do comunismo. Então usando sua desonestidade, qualquer um pode culpar os religiosos por todos crimes feitos por países governados por teístas, não importando se tem religião envolvida. Bomba atômica, 1° e 2° guerras mundias, todas as guerras antes do século 19 e etc.

      Excluir
    8. Em nenhum ponto, repito, em nenhum ponto, eu afirmei que Stalin foi genocida PORQUE era ateu. Me mostrem onde eu disse isso. Por que apelar para a mentira?

      Notem que eu usei o exemplo de Stalin apenas para refutar a a frase:
      "Esse povo que se dizem cristãos com mais um pouco de poder político acenderiam as fogueiras para queimar os hereges"

      Olhem só o que disse, logo após citar Stalin:
      "Então não é uma questão de ser cristão ou ateu. É uma questão de que O SER HUMANO NÃO PODE TER PODERES ABSOLUTOS."

      Viram só? Isso foi o que REALMENTE eu disse. O resto é invenção. Vamos ter honestidade nos argumentos...

      Excluir
    9. Quanto à frase:
      "poder político + religião não presta"

      O que eu concordo é o seguinte:
      EXCESSO DE PODER POLÍTICO, NAS MÃOS DE UM GRUPO, RELIGIOSO OU NÃO, NÃO PRESTA.

      O caso do Irã é apenas um caso a mais da premissa acima: Um grupo religioso que detém muito poder político.

      Assim como na URSS a culpa não era do ateísmo em si, no Irã, a culpa não é do Islamismo em si.

      Não são apenas grupos religiosos que tentam impor suas ideias a qualquer custo.

      O pessoal do comunismo fez muto isso ao tentar implantar o Marxismo, uma ideologia que deve ser viabilizada juntamente com fortíssimas campanhas de doutrinação ateísta e eliminação da religião. E foi exatamente isso que fizeram.

      Então percebam o que eu quero dizer: Não é a religião ou a falta dela que gera regimes autoritários e genocidas.

      Excluir
    10. A idéia de Deus ao enviar Jesus sem superpoderes é justamente mostrar ao ser-humano que não é necessário o ser humano ter superpoderes.

      Excluir
  2. Há dois detalhes aí:

    - a liberdade de mainifestação; e
    - a liberação ou descriminalização da maconha.

    Sou a favor da liberdade de expressão.

    Sou contra a descriminalização da maconha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda não possuo opinião formada quanto à descriminalização e legalização, mas tendo a achar que essa é a opção mais viável. Mas ainda existem muitas questões que não foram vencidas em minha cabeça...

      Enfim, o que é raro ver é uma pessoa, no meio dessa discussão, sabendo diferenciar a liberdade de se manifestar em prol da descriminalização e/ou legalização da maconha e a descriminalização e legalização em si.

      A liberdade de se manifestar existe, sem que com isso haja a descriminalização ou legalização.

      Excluir
  3. Que maravilha estes senhores cheios de pudores, éticas, moral, preceitos, dogmas religiosos e afins.
    Gostaria de ver os mesmos que lutam pelas famílias fazendo algo de concreto em favor do coletivo. Visto as barbaridades envolvendo políticos, grandes escândalos, fazendo que nós brasileiros vivamos em um país vergonhoso.Quando alguém já ouviu falar que a bancada evangélica que tinha em seus discursos eleitorais moralizar o Brasil e levar Jesus ao congresso se levantar e gritar em favor de melhores salários, saúde pública descente, segurança entre outros.Eles não tem estas intenções não se enganem são iguais aos outros.Não seria um ataque a família a atual circunstâncias que vivemos ? Acho que o rabo preso não os deixam agir e outra a intenção destes é tornar um Estado Laico e Teocrático e com isto fazer o que outros já fazem a muito tempo, enganar, iludir, lesar o povo brasileiro.

    ResponderExcluir
  4. A política de legalização das drogas é muito interessante, vide o fracasso da lei seca nos EUA. Se feita do modo certo, a legalização das drogas pode trazer muitos benefícios à população, especialmente na área de segurança pública. A ressalva é que deve-se lutar em paralelo com um política de conscientização das pessoas sobre os males que as drogas causam à saúde. Essa sempre foi minha opinião.

    Mas esse movimentos têm passado a impressão, não sei se propositalmente ou sem querer, que a luta é pelo "direito de fumar maconha", apenas pelo "direito de fumar maconha" o que pra mim é perda de tempo. É como lutar pelo direito de tomar veneno... vc tem direito de lutra por isso, mas você poderia lutar por coisa melhor.

    A luta pela legalização não deveria ter como objetivo final legalizar o usuário de drogas. O objetivo da legalização deve ser acabar com o tráfico, e o resto é consequencia. Se for isso que o movimento apoia, eu concordo.

    Por fim, deve-se ter consciência de que apesar de se lutar pela legalização, enquanto as drogas não são legalizadas, não se deve usar. Quando alguém compra drogas, está dando dinheiro pro traficante comprar armas, subornar policiais mal-pagos, colocar crianças no tráfico. Por isso a luta pela legalização.

    ResponderExcluir
  5. A maconha é como o fruto proibido do jardim do Éden.

    ResponderExcluir
  6. Deus fez a maconha na sua infinita sabedoria não foi ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. >Aproveitando o gancho dado pelo Anônimo9 de maio de 2012 11:27:

      "Deus fez a maconha na sua infinita sabedoria", assim como todas as outras drogas, portanto essas pessoas estão usando um produto divino. Agora eu pergunto a esses religiosos moralistas fanáticos: Por que são contra algo feito, supostamente, por seu Deus?

      Excluir
    2. Feito por Deus e proibido, pra testar obediência.

      Excluir
    3. Não sou religioso, mas a resposta é obvia:

      Supostamente Deus fez a planta apenas. Deus não enrolou o cigarro de maconha e disse: "Prova Adão, que essa é da boa... sente só a viagem..."

      Assim, a ideia de fumar maconha é inteiramente humana, e Deus nada tem a ver com isso. E esse raciocínio vale para todas as drogas, inclusive as bebidas alcoólicas.

      É isso.

      Excluir
    4. É, mas se a planta não fosse nociva, não haveria problema em fumar maconha.

      Excluir
  7. Ação contra uma marcha? Ah, trabalhar ninguém quer, né?
    Bom, a recíproca também devia ser verdadeira, já que fanatismo e teocracia são as portas de entrada para "drogas sociais" mais pesadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ação é um trabalho, trabalho é igual a força vezes deslocamento.

      Excluir
  8. Eu odeio maconha . Mais pra legalizar deve se criar leis pró legalização. Por exemplo nunca fumar numa área que tenha crianças , especificar uma quantidade que o usuário poderá carregar com ele por exemplo uma porção para cinco cigarros seria o suficiente e se for pego com mais fica caracterizado tráfico. O maior problema eu acho que seria a comercialização e eu acredito que esta palavra legalização para traficantes deve ser o terror , porque com certeza eles não querem que ela seja legalizada. E aqui no brasil os comerciantes legais de maconha iriam acabar sendo perseguidos e mortos.

    ResponderExcluir
  9. Eu sou a favor da descriminalização de todas as drogas DESDE QUE se crie um programa de conscientização e controle eficiente. Agora, se for pra ficar na mesma situação que o álcool e o tabaco, é melhor, infelizmente, ficar como está, nas mãos dos bandidos. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  10. Eu sou a favor da descriminalização de todas as drogas DESDE QUE se crie um programa de conscientização e controle eficiente. Agora, se for pra ficar na mesma situação que o álcool e o tabaco, é melhor, infelizmente, ficar como está. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  11. No meu primeiro comentário, no trecho final, me expressei muito mal, peço que o Paulopes o apague, já que, apesar de acabar ficando nas mãos dos bandidos, mesmo, o fica como está se refere a criminalização em si. É óbvio que não é bom que algo fique nas mãos dos bandidos, embora isto seja conseqüência da criminalização. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  12. No meu primeiro comentário, no trecho final, me expressei muito mal, e peço que o Paulo Lopes o apague, já que, apesar de acabar nas mãos dos bandidos, mesmo, o fica como está se refere a criminalização. É óbvio que não é bom que algo fique nas mãos dos bandidos, embora isto seja uma conseqüência da criminalização propriamente dita. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  13. Os evangélicos parecem que querem ressuscitar o que foi a igreja católica em séculos passados. Eu não duvido nada de que eles já não estejam vendo um jeito de prender os ateus ou qualquer um que fale mal do suposto profeta bíblico a quem eles chamam de deus. E religião quem toma a frente são sempre os mais loucos e fundamentalistas FATO. Essas pessoas por mim nem deveria ser ouvidas por não terem nem o senso comum do que seja a vida eles vivem num mundo de anjos e demônios e profecias e nos enxerga como seus inimigos numa visão totalmente distorcida da realidade. Onde um ateu que diz que deus não existe pega 11 anos de prisão. Mais não se esqueça deus é amor desde que você o ame de volta. ESTE POVO É CEGO DEUS NÃO EXISTE

    ResponderExcluir
  14. foi Deus que fez....

    ResponderExcluir
  15. Lembra que Deus gostava de sentir o cheiro da fumaça de animais queimado ? Com certeza isto dava um barato em Deus , e foi ele que fez a maconha .

    ResponderExcluir
  16. Sou contra a legalização da maconha.Dado o contexto social em que estamos inseridos nesse Estado ,supostamente laico,com índices estagnantes na área da saúde e educação.Parece-me até meio utópico achar que descriminalizando as drogas irá acabar com a raiz dos maiores males que assolam a segurança pública.
    Acredito que a idéia de descriminalização vem ganhando força devido a uma fadiga dentro do próprio sistema de segurança nacional-todos os dias vemos no jornal noticiais sobre drogas,crack,maconha,cocaina,traficantes-e reforçado por intelectuais e sociólogos que dão exemplos de países que as legalizaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria meio dogmático demais impor regras suficiente para manter o controle necessário sobre as drogas,o que tornaria ainda mais difícil uma descriminalização completa.Imaginem seus filhos indo para escola sendo o motorista um usuário de crack,um médico crakento dando um surto psicótico meio a uma operação de risco,um piloto de avião cheirado das ideias...Acho que seriam muitas restrições que muitos iam alegar até mesmo preconceito...

      Excluir
  17. Contra a marcha da maconha, até eu que sou ateu, apoio o teísta que for.

    Maconheiro não sabe a quantidade de sangue que tem nas mãos pra sair fazendo passeata. Hipocrisia.

    Pessoas morrem diariamente, pra que viciados fumem maconha. Triste, muito triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ``Maconheiro não sabe a quantidade de sangue que tem nas mãos pra sair fazendo passeata.´´

      - Isso é fácil de resolver: Legalizando a maconha.

      Excluir
  18. Absurda e hipócrita a repressão do uso legalizado da maconha. Não é lícita a pior de todas as drogas do mundo, assim considerada pelos especialistas em dependência química, e que é o álcool? Por que o tabaco, que causa câncer, doenças graves do pulmão, é vendido em toda parte, possuindo aval para sua comercialização, e a maconha não? Pior que um baseado é esse consumo avassalador de álcool, que mata mais do que guerras, devido aos acidentes de trânsito fatais. Nunca vi ninguém fumar um baseado para dirigir depois e fazer do seu carro uma arma mortífera e suicida, como no caso dos dependentes alcóolicos. Se deve ser proibida a maconha, proibam também o álcool e proiba-se vender cigarros, para que acabe de vez a dependência de todas as drogas juntas. Onde estão as provas que um baseado é porta para o crack, talvez por conta do chamado "mesclado", onde é misturado com a maconha; e o álcool também não o seja? A literatura especializada diz que é o álcool a PORTA PARA TODAS AS OUTRAS DROGAS. E é impossível que alguém deixe qualquer outra droga se não deixar também o álcool, pois ELE É O RESPONSÁVEL DIRETO POR TODAS AS RECAÍDAS NOS DEMAIS VÍCIOS E ADICÇÕES. Aliás, a maconha é também discriminada nesse aspecto, de ser responsabilizada pela violência habitual dos consumidores de álcool e outras drogas, tamanho o estado de alteração de consciência e humor que o álcool provoca. Jamais assisti uma pessoa raivosa, falando alto, provocando briga e confusão, querendo matar alguém, sob efeito da maconha...Pelo contrário, a pessoa fica em paz, leve, como se estivesse com sono ou relaxando. Creio que muitos desses falsos moralistas de plantão que condenam a maconha publicamente; fazem uso dela em sigilo ou sob as capas do anonimato, como muitos que na juventude foram usuários, hoje pregam a extinção de todos os vícios. Talvez com culpa em relação ao próprio passado, querendo apagá-lo (o passado, não o baseado).

    ResponderExcluir
  19. Pessoas morrem todos os dias para que maconheiros tenham sangue em suas mãos?

    Nossa! Quanto religioso é esse pseudo ateísmo!

    Pessoas morrem todos os dias para que ricos tenham tenham dinheiro em suas mãos?

    Proibam também o dinheiro!

    ResponderExcluir
  20. Aposto que se protestassem para que os crentes não fossem mais na igreja porque lá é um Lugar Insano, Eles detestariam, mas a crentalhada faz oque eles não querem que façam com eles, Descriminão, batem, mal tratam, excluem Fazem o Diabo em nome de uma tal de FÈ.

    Mas se eu Chega no Partido Cristão e Grita "pega Ladrão" não sobra um meu irmão- Tenho Certeza que serei rechaçado(MORTO) mas eles podem fazer uma Marcha oprimindo os OUTROS.
    Isso é oque eu chama de "IGUALDADE".

    ResponderExcluir
  21. http://adventista.forumbrasil.net/t2551-para-o-conselho-de-igrejas-da-california-fumar-maconha-nao-e-pecado

    ResponderExcluir
  22. Não acredito naqueles que dizem o que é melhor para mim, para e sim através das criações de Deus, a Natureza....Na Natureza eu confio muito mais do que no ser humano.LEGALIZEM!!!!!!

    ResponderExcluir
  23. http://adventista.forumbrasil.net/t2551-para-o-conselho-de-igrejas-da-california-fumar-maconha-nao-e-pecado

    ResponderExcluir
  24. E a onde fica a liberdade de expressão?

    ResponderExcluir
  25. Meu tio fumava maconha e rodava a baiana, quebrava tudo em casa.
    A maconha que se vende atualmente nao é a mesma que Deus fez. É o resultado de cruzamentos intensivos para aumentar o índice de THC, a substância alucinógena. Na Holanda querem proibir a venda de maconha com mais de 15% de THC.
    Stalin antes de ser ateu iria ser sacerdote da igreja católica ortodoxa russa, esteve num seminário para isso.
    Lendo os comentários resolvi esclarecer esses pontos.

    ResponderExcluir
  26. O cigarro e a bebida alcoolica são drogas legalizadas (alias muito mais perigosas que a maconha, todos sabem)... eu fumo cigarro e bebo desde jovem e isso não me levou a buscar por nenhuma outra droga.

    A entrada para outras drogas é exatamente a sua proibição, pois é na mão do traficante de maconha que se conhece outras drogas e não pela maconha em si.

    Se a maconha for legalizada, a figura do traficante de maconha vai ser extinta e as pessoas poderão: plantar em seu quintal ou comprar em charutarias normalmente, ainda pagar impostos e selecionar melhor a qualidade da mesma.

    Mas, os fundamentalistas de visão estreita nunca vão entender isso.

    ResponderExcluir
  27. O cigarro e a bebida alcoolica são drogas legalizadas (alias muito mais perigosas que a maconha, todos sabem)... eu fumo cigarro e bebo desde jovem e isso não me levou a buscar por nenhuma outra droga.

    A entrada para outras drogas é exatamente a sua proibição, pois é na mão do traficante de maconha que se conhece outras drogas e não pela maconha em si.

    Se a maconha for legalizada, a figura do traficante de maconha vai ser extinta e as pessoas poderão: plantar em seu quintal ou comprar em charutarias normalmente, ainda pagar impostos e selecionar melhor a qualidade da mesma.

    Mas, os fundamentalistas de visão estreita nunca vão entender isso.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico

O dia em que Bill Gates, defensor da ciência, previu a pandemia, em 2015