Pular para o conteúdo principal

Padre Rossi diz que em sua juventude usou anabolizantes

O padre Marcelo Rossi revelou em uma entrevista ao Fantástico deste domingo (20) algo que “nunca tinha contado antes”: em sua juventude usou anabolizantes por algum tempo.

"A única coisa que cultuava era o corpo. Treinava cerca de três horas por dia e comia a clara de 60 ovos. Eu nunca usei drogas, mas cheguei a usar anabolizantes por dois, três anos."

Disse que se tornou uma pessoa religiosa por causa da morte de câncer de um primo e de uma vitória de Ayrton Senna.

"Lembro-me de estar assistindo a primeira corrida que Senna ganhou, e ele ergueu as mão ao céu e louvou ao Senhor”, afirmou. “Naquele momento percebi que precisava me aproximar da religião".

Falou também nunca se considerou um artista, mas sempre gostou de cantar. "Eu sou padre." Ele participou como vocalista da banda “Quebra Galho” no seminário. Disse que gostava de U2, Eric Clapton e Chico Buarque.

Com informação da TV Globo. 

Padre Fábio fala ‘besteiras’ a meninas em shows, diz Marcelo.
outubro de 2011

Padre Marcelo Rossi.

Comentários

  1. Que reportagem mais boba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sabias palavras, quem se importa com um padre frangote?

      Excluir
  2. Ora, quem diria? O santo padre Marcelo tem um passado negro...

    É só mais um, não é mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. corretinho coitadinho30 de abril de 2012 02:20

      "Passado negro" é uma expressão racista e preconceituosa, disseminadora da discriminação e do ódio!

      Vou contar pro Ministério Público!

      Excluir
    2. Melhor ir contar pra sua mamãe, ja que não passa de um chorão infantil metido a coitadinho.

      Excluir
    3. "Eu nunca usei drogas, mas cheguei a usar anabolizantes por dois, três anos"

      Isso sim é uma contradição....

      Excluir
    4. Luan Cunha, isso e puro preconceito da sua parte, anabolizantes nao sao drogas, portanto ele nao fez nenhum crime. O que que tem demais ?

      Excluir
    5. Anabolizantes são drogas sim. Só olhar os materiais do Ministério da Saúde. Ou vc acha que somente psicotrópicos são drogas. Tsc, tsc, tsc...

      Excluir
  3. Engraçado, se aproximar da religião por conta de morte de um ente querido ainda é justificável dado o poder confortador da religião (o que não elevada em nada seu grau de verdade). Mas se aproximar da religião por conta de uma vitória numa corrida de carros, isso não pode passar sem questionamento. Como um padre pode considerar isto um motivo para se aproximar da religião cristã? E quanto aos famintos dos países africanos? E quanto aos animais que são tratados como lixos pelos humanos? Acho muito superficial e vazio uma atração pela religião e pela fé por conta de uma vitória numa corrida de fórmula 1. Seria mais justificável sua religiosidade pela compreensão da complexidade do universo ou pelo simples amor ao próximo (humanos e animais, embora humanos sejam animais: só uma dificuldade linguística, ignorem).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei essa parte bem interessante: "Lembro-me de estar assistindo a primeira corrida que Senna ganhou, e ele ergueu as mão ao céu e louvou ao Senhor”, afirmou. “Naquele momento percebi que precisava me aproximar da religião". Pô padre, não se faz voto de humildade quando se ordenado padre? Ou estava interessado nas "glórias" de ser um servo de deus? Depois não pode criticar à teologia da prosperidade...hein

      Excluir
    2. Ateus em especulações mui honestas de ordem filosófica e teológica sobre o que deve mover um verdadeiro cristão...

      Comovente.

      Excluir
    3. "Comovente" foram as razões do padre, de minha parte as especulações foram "mui honestas", porém o que poderia um ateu saber sobre a filosofia e a teologia
      "que deve mover um [verdadeiro cristão]..."?

      Excluir
  4. "(...)Disse que gostava de U2, Eric Clapton e Chico Buarque." Chuck Norris, me ajude! como alguém pode deixar de gostar de Eric Clapton?! [fã revoltado detected, rsss...] Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que pude perceber, o padre Marcelo não disse que "deixou de gostar" desses artistas.

      Excluir
  5. Usar anabolizantes, prezados, dá nisso: músculos crescem e o cérebro atrofia.

    ResponderExcluir
  6. Postagem inútil, desculpe Paulo, mas não acrescenta nada conhecer o passado do padreco.

    Charles

    ResponderExcluir
  7. Um post neutro, apenas para encher linguiça. Nada de útil e nem de inútil.

    ResponderExcluir
  8. Quando vi a notícia, pensei que estava por engano num site de fofocas e celebridades. Bola fora, sorry.

    ResponderExcluir
  9. Pô, a ateuzada furiosa gosta tanto de ver matérias descendo o pau nos religiosos, que quando se depara com uma notícia mais levinha ficam frustrados e tristes.

    Ai, que saudades a ateuzada deve sentir dos bons tempos em que se jogavam cristãos aos leões no Coliseu romano...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudades do quê? Ateus nunca jogaram cristãos aos leões no Coliseu, seu inepto.

      Excluir
    2. Não falei que "ateus jogavam", falei "tempos em que se jogavam cristãos aos leões" (sujeito indeterminado).

      Volte para a escola pra aprender a ler, seu ateu inepto, e depois venha tentar dar aulinha.

      Excluir
    3. Os próprios Cristãos deveriam se jogar aos Leões para demonstrar isso:

      Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;

      E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?
      João 11:25-26

      Excluir
    4. Sério, alguém que diz que tem saudades de uma época em que se jogava pessoas inocentes e indefesas para os leões despedaçarem e devorarem sem dó nem piedade tem sérios probleminhas.

      Terapia, filhinho. Vai lá.

      Excluir
    5. Não chora não, crentelho, ta precisando de um ombro amigo e um peito peludo? Fala com o padre mais próximo.

      Excluir
    6. Aqueles que jogavam cristãos aos leões eram religiosos e não ateus.

      Excluir
    7. Aqueles que jogavam cristãos aos leões eram anti-cristãos, como os ateus de hoje se orgulham de ser.

      Excluir
    8. /\ Na verdade eles eram politeístas, AnônimoApr 30, 2012 04:01 PM

      Excluir
    9. AnônimoApr 30, 2012 04:01 PM

      Não se achem especiais. Ser cristão, muçulmano, hindu, judeu, satanista (não o de LaVey), politeísta são a mesma coisa para um ateu.

      Ateus não são contra as religiões. Ateus são a favor do Estado Laico e contra a Teocracia.

      Ateus são contra a interferência religiosa em assuntos não-religiosos.

      É só isso.

      Excluir
    10. Will Papp, se você (ou, como você diz, "os ateus" - gostei da sua generalização pra ajudar os amigos) não é contra a religião (muito menos contra o cristianismo, claro), mas apenas a favor do Estado laico, contra a teocracia, blablablá, então por que você, está nessa página mesma, gastando seu precioso e bondoso tempo descendo a lenha no Padre Marcelo?

      Excluir
    11. AnônimoMay 1, 2012 12:37 AM

      Onde foi que eu meti o pau no padre Marcelo Rossi? Eu fiz apenas um post chamando-o de narcisista. Ser narcisista não ser mau. Segundo as minhas observações um fisioculturista e um padre cantor, ambos, procuram por aplausos, ambos, são vaidosos.

      Eu nem relembrei o episódio ocorrido no programa do Gugu envolvendo a Vera Verão e o padre Marcelo.

      Enfim, o padre Marcelo apresenta sinais de narcisismo e foi isso o que eu observei.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. O cérebro dele deve estar atrofiado. SE ele debater com teologo progressista sera humilhado na tv.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo das 10:15 PM, a palavra "gostava" é um pretérito imperfeito que por si só já indica que ele não deve mais gostar desses artistas, do contrário estaria escrito no lugar a palavra "gosta". Abs! Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  13. Anônimo das 10:15 PM, a palavra "gostava" é um pretérito imperfeito que por si só já indica que ele não deve mais gostar desses artistas, do contrário estaria escrito no lugar a palavra "gosta". Abs! Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  14. Matéria absurdamente maçante e inútil. Perigoso e alarmante alguém com QI mediano levar em consideração as idéias desse senhor.

    ResponderExcluir
  15. Pior do que usar anabolizantes é dá o esficter e isso os padres e os ateus não adoram fazer!

    ResponderExcluir
  16. Pior do que usar anabolizantes é dá o esficter e isso os padres e os ateus não adoram fazer!

    ResponderExcluir
  17. Padreco safado, usar anabolizantes foi o único pecado dele!
    Aposto que passou a varinha em vários coroinhas e lambiscou alguns Padrecos.

    Haaa!... esqueci que sexo entre Padres e crianças, para eles não é pecado, é padrão.

    ResponderExcluir
  18. Se ele usa calcinha cor de rosa de lacinho debaixo da saia de padre é problema dele..1.2.3.5.8.13.21.34.55.89

    ResponderExcluir
  19. É interessante. Uma pessoa que cultuava o corpo que vira padre cantor.

    Uma pessoa com um corpo bonito chama a atenção e é admirada pelos outros.

    Um padre cantor chama a atenção e é admirado pelos outros, também.

    A diferença é que o número de admiradores cresceu bastante.

    Padre Marcelo Rossi é apenas um narcisista.

    Eu assisti a reportagem. Quando ele disse que vendeu 7 milhões de exemplares do seu livro é como se ele estivesse tendo um orgasmo.

    É uma pobre "alma" narcisista, que precisa de atenção, de aplausos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, WillPap, narcisista é o adjetivo que melhor se encaixa nesse "padre".

      Excluir
  20. Quantos ateus aqui neste post gostariam de estar em seu lugar, mas são apenas anonimatos. Seria inveja....

    ResponderExcluir
  21. Os únicos não-ateus que comentaram aqui só falaram m..., grande novidade!

    Charles

    ResponderExcluir
  22. Interessante! não ouvi o padre falar uma só palavra que ferisse a moral de um só ateu em sua entrevista, então porque os incrédulos se sentem tanto?

    ResponderExcluir
  23. Ninguém aqui ficou 'sentido', caro anônimo, apenas o post é insosso, incolor e inodoro; entrevevista? não vi, nem veria...

    Charles

    ResponderExcluir
  24. Já ouvi dizer de cara que decidiu ser padre após a morte da noiva. Mas por causa de um primo, esta é a primeira vez.

    ResponderExcluir
  25. ter um crente próximo não é fácil, imagina ter um dentro da barriga! só um leão mesmo pra aguentar.
    Pobre marcelo rossi, os anabolizantes só fizeram efeito nas bochechas, tá parecido com o fofão do balão mágico.

    ResponderExcluir
  26. E daí?

    Cristão n se acha melhor do outras pessoas.
    Ele poderia dizer que o sistema o fez assim. Mas como cristão ele vem a público e assume.

    Não, eu errei e n me orgulho disto.

    ResponderExcluir
  27. Ele e da RCC. A RCC nasceu nos EUA, para combater a tal marxista Teologia da Libertação na América Latina. Precisa dizer mais...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais acessados na semana

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Em encontro com Bolsonaro, padre canta que 'Deus pode realizar o impossível'

Vereador critica repasse de verba às igrejas. E é acusado pela bancada evangélica de 'intolerante'